POST 2000 – ufa que caminhada –

prof_anselmo: :thumbsup:
:club2:
:coolgleam:
Caríssimos … fico feliz em chegar ao post de número 2000… foram 3 anos de caminhada eu acho…. de altos e baixos e vários choros de pitangas, bem como, de comemoração, como algumas mesas semi-finais do daily, do 40 k, entre outros… e mais recentemente a mesa final com o quarto lugar no 50 k

gtde. Muitos bons momentos, muitos momentos de dúvida e incertezas.. mas com a meta sendo alcançada: de ser melhor a cada dia, …. melhor que ontem, e menos que amanhã…

Para esse post especial, resolvi escrever sobre uma teoria dentro da psicologia do esporte, chamada de teoria de atribuição de causalidade. Claro

que é uma visão mais ampla da psicologia do esporte, mas que se aplica perfeitamente ao poker, para entendermos de onde vem os choros das pitangas…

Locus de causalidade
O primeiro, Locus de causalidade, é a localização da causa – interna (disposicional) ou externa (situacional) à pessoa. Está bastante relacionado aos sentimentos de auto-estima. O sucesso ou falha é atribuído a fatores internos: sucesso levará ao orgulho e motivação aumentada, enquanto falha diminuirá a auto-estima.

Estabilidade
A estabilidade é a probabilidade da causa se manter a mesma no futuro próximo, ou mudar. Está relacionada às espectativas sobre o futuro. Por exemplo, se um estudante atribui sua falha a fatores estáveis, como, por exemplo, a dificuldade da matéria, ele esperará falhar naquela matéria no futuro.

Controlabilidade
Controlabilidade é a possiblidade da pessoa controlar a causa do que ocorre. Está relacionado a ambições, como raiva, piedade, gratidão ou vergonha. Se o indivíduo se sente responsável por suas falhas, sente culpa; se se sente responsável por seu sucessos, sente orgulho. Falhar, porém, em uma tarefa que não controla pode levar à vergonha ou à raiva.

Teoria da Covariação
A teoria da Covariação, desenvolvida por Harold Kelley, examina como as pessoas decidem se a atribuição a ser feita será interna ou externa. A teoria divide as maneiras pelas quais as pessoas atribuem causas em dois tipos:
Atribuição externa or situational: atribui causalidade a um fator externo, como, por exemplo, o clima.

Atribuição externa or situational: atribui causalidade a fatores internos à pessoa, como sua própria inteligência ou outras variáveis que fazem o indivíduo responsável pelo evento.
Exemplificando

Temos fatores

Internos externos
Estáveis Instáveis

pensemos no futebol

se um time perde, ele tenderá a atribuir a derrota a fatores externos e não controláveis. Ou seja. O time perdeu porque a torcida era contra e o árbitro roubou.
Caso o time ganhe, ele tenderá a atribuir a fatores internos e estáveis, como por exemplo habilidade própria e nível de treinamento.

Aqui usamos como exemplo o futebol, mas podemos pensar em nosso esporte sob a mesma ótica.

Se perdermos um stg que seja, tenderemos da mesma forma a atribuir aos fatores externos e instáveis. Em outras palavras , perdi o stg porque o outro jogador não tem o nível técnico para enteder a minha jogada e também porque tomei uma bad bet, que diga-se de passagem, quase nunca ocorre (rs)

Caso eu ganhe, tenderei a atribuir a vitória aos fatores internos e estáveis, ou seja, a habilidade foi suficiente e estava muito bem treinado (estudado-preparado) para a mesa em específico.

Portanto amigos, todos temos os altos e baixos no nosso esporte, mas a luz da psicologia do esporte, todas as nossas reações, leia-se, choro de pitanga ou comemoração, já estão muito bem explicadas na literatura específica, ou seja, você náo é o único a se achar bom no poker, e também não será o último a tomar uma bad, mas uma coisa é certa, quando passar esses pensamentos em sua cabeça, pergunte ao Freud, Freud explica.
:diablotin:

Poker_Minsk: Bom post prof Anselmo. Rumo ao post 3000 :D.

AlexandreFF: essas psicologias malucas ai me deixam meio neurado…

Dieisonstein: Nice tópico Anselmo. Que as coisas só melhorem pra você.

Herbert: É isso ai cara keep going :thumbsup:

Do jeito que o PD cresce cada dia jaja o Marcelo vai ter que cria medalha de 5k posts

Guilhermefla: Parabéns ae Anselmo, pelos 2k posts e por esse que foi muito bom!!

Thiagolmm: Nice!

prof_anselmo: valeu galera… a gente sempre quer fazer um post especial no 1000, no 2000 …..

esse post eu lembrei de um laboratório de psicologia do esporte… pois em tivemos psicologia no primeiro, segundo e quarto ano da Faculdade, fora o mestrado…

sou praticamente um psicólogo …

brincadeiras a parte…

serve como reflexão do lado mental que envolve qualquer modalidade esportiva, quem dirá o poker não é mesmo…

fases são fases, então quando não estiver em um bom período é legal você refletir sobre o seu estado mental e como ele afeta suas tomadas de decisões, deixando-o ainda mais suscetivel a tão temida variação.

JRS: O sentimento passa por nós, e não o contrário. Parabéns pela consistência Prof. Anselmo…

Matuiss21: parabéns pelo texto e pelo post 2000.

prof_anselmo: valeu galera.. espero ter contribuído de alguma forma com os amigos.

Teseu: Otimo post, muito bom mesmo, eu sempre valorizo essa parte psicologica do poker, pq acredito que é a parte mais importante do jogo, o cara pode até ser bom em matematica, mas se ele não trabalha outros aspectos mentais do jogo ele será apenas uma calculadora, boa pra calcular mais inutil para traçar estrategias. Parabéns ai pelo post. Um abraço.

Petrillo: Parabéns Anselmo! Você é um grande amigo e merece tudo de bom! Nice post brother!

prof_anselmo: Otimo post, muito bom mesmo, eu sempre valorizo essa parte psicologica do poker, pq acredito que é a parte mais importante do jogo, o cara pode até ser bom em matematica, mas se ele não trabalha outros aspectos mentais do jogo ele será apenas uma calculadora, boa pra calcular mais inutil para traçar estrategias. Parabéns ai pelo post. Um abraço.

Uma ótima idéia para ser meu próximo artigo.

prof_anselmo: essas psicologias malucas ai me deixam meio neurado…

o maior exemplo e mais recente é o do Jogo da nossa seleção (brasileira) no último jogo…

desequilíbrio psicológico desde o técnico até alguns dos principais jogadores….

apenas para citar… Dunga e Felipe Melo ….

mas a equipe como um todo estava tiltada, pressão e não soube superar …

para ser bom em alguma coisa.. vc deve dominar o metagame …

em nosso caso, não basta apenas entender de odds, probabilidades, ou regras…

deve-se dominar o metagame, é o que vai além , em outras palavras, é o estado psicológico de cada jogador de sua mesa…

o momento do jogo, a situação específica que originou determinados moves…

e por aí vai…

prof_anselmo: grande amigo e irmão Petrillo….

da minha parte só posso te dizer que me espelho muito em você, e quero chegar ao seu nível de jogo, conhecimento e companheirismo..

obrigado pelas palavras….

jonjonmappa: meus parabéns continue com esses seus posts que ajuda muitos de nós!
ok:)

fsfonseca: Parabéns, Professor, pela marca. Que continue nessa rota de crescimento e progresso.

Um abraço.

Autor original: prof_anselmo.

Artigo anterior
Próximo artigo

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -