Declaração condicional em torneio

Missu: Fala Galera!
queria uma ajuda de quem organiza torneio aí para esclarecer uma dúvida que ocorreu num que eu joguei ao vivo.

Já no river, o jogador A do small blind mexe em suas fichas e o jogador B do botão diz “se vier de all-in, eu pago”. Assim, o jogador A deu all-in, mas o jogador B posteriormente não quis pagar.
Minha dúvida é se ele já estava vinculado a pagar o all-in como tinha anunciado antes ou se pode voltar atrás em sua decisão.

Obrigado!

Cícero

afsalagoas: Esperar o pessoal ligado em live e regras e etc, mas eu penso se ação não chegou até o cara, ele pode “falar” o que bem entender antes, lógico com bom senso.

JacKJoKKer: Sim, o dealer (crupiê) pode exigir que o Jogador B pague a aposta contanto que a ação até ele não modifique sua opinião.

É o seguinte.. Imagine que existem 3 jogadores em posições sequenciais: Jogador A, Jogador B e Jogador C.

Então o Jogador A anuncia um raise para 300 fichas. Se o jogador C anunciar “É tudo mil fichas” antes do jogador B agir, o Jogador C será obrigado à fazer um reraise para 1000 fichas quando sua vez chegar.

A única condição que pode tirar a obrigação dele de colocar 1000 fichas, seria um raise prévio do Jogador B. Voltando a situação então:
Jogador A raise para 300
Jogador C anuncia que irá fazer raise para 1000 mas não é sua vez
Jogador B dá fold ou call
Jogador C é obrigado a fazer um reraisr para 1000 fichas.

ou

Jogador A raise para 300
Jogador C anuncia que irá fazer raise para 1000 mas não é sua vez
Jogador B dá reraise para 600 fichas
Jogador C não tem mais a obrigação de reaumentar para 1000 e pode, inclusive, foldar.

Por esta razão, no teu exemplo, com a ação não mudou até a vez dele, ele é obrigado a pagar por ter anunciado sua ação e influenciado a decisão do Jogador A.

Marcelo: Que eu saiba, nenhuma declaração é vinculada no poker.

Imagina se fossem controlar as falinhas…

Mas é claro que um cara desses é um chato.

Exorciser: Sim, o dealer (crupiê) pode exigir que o Jogador B pague a aposta contanto que a ação até ele não modifique sua opinião.

É o seguinte.. Imagine que existem 3 jogadores em posições sequenciais: Jogador A, Jogador B e Jogador C.

Então o Jogador A anuncia um raise para 300 fichas. Se o jogador C anunciar “É tudo mil fichas” antes do jogador B agir, o Jogador C será obrigado à fazer um reraise para 1000 fichas quando sua vez chegar.

A única condição que pode tirar a obrigação dele de colocar 1000 fichas, seria um raise prévio do Jogador B. Voltando a situação então:
Jogador A raise para 300
Jogador C anuncia que irá fazer raise para 1000 mas não é sua vez
Jogador B dá fold ou call
Jogador C é obrigado a fazer um reraisr para 1000 fichas.

ou

Jogador A raise para 300
Jogador C anuncia que irá fazer raise para 1000 mas não é sua vez
Jogador B dá reraise para 600 fichas
Jogador C não tem mais a obrigação de reaumentar para 1000 e pode, inclusive, foldar.

Por esta razão, no teu exemplo, com a ação não mudou até a vez dele, ele é obrigado a pagar por ter anunciado sua ação e influenciado a decisão do Jogador A.

Muito bem explicado!
Então neste caso o jogador deveria pagar o all-in! 🙂

Marcelo: Hmm, depois de ler esse post do Jack acho que eu estou errado.

Vamos ver o que o pessoal fala.

Acredito que se sua declaração é direta: “Vou pagar” ou “Vou aumentar pra 1000”, você terá que fazer.

Mas se for condicional acho que não.

JacKJoKKer: Eu tenho quase certeza de que os “anúncios de ações” são tratados daquela forma pois esta é uma discussão recorrente aqui na associação da minha cidade, onde o diretor de torneios é filiado da CBTH e sempre tira essas dúvidas pra gente.

Uma curiosidade também, em relação às novas regras, é que num torneio oficial, se o Jogador A aposta 100 fichas e o Jogador B pega uma pilha com 10 fichas 100 e coloca apenas 1 na mesa, se ele passar a mão à frente de suas cartas com a pilha na mão o dealer pode exigir que ele faça um aumento daquele valor, mesmo que a pilha de fichas não toque a mesa.

Esta é uma regra nova e ela foi definida pois a federação entende que ao segurar este montante de fichas, o Jogador A pode esboçar alguma reação acreditando que ele fará um raise. A ação de cada jogador deve ser clara!

Brionac: Olha dá uma olhada no regulamento do clube de poker. No meu grupo de amigos, utilizo essa regra que o jack falou, utilizei como base o regulamento dos clubes regulares de Brasilia.

Entretanto em uma casa “semi-regular” (hauhauhau), eles não utilizam dessa regra.

Missu: Olhem o que diz o regulamento do BSOP:

DECLARAÇÕES CONDICIONAIS

: Declarações condicionais de ações futuras são fortemente desencorajadas; Exemplo: declarações do tipo “se-então”; “se você apostar então aumentarei”. Na primeira ocorrência o infrator receberá uma penalidade. Nas demais vezes a ação deverá se tornar permanente e o infrator será penalizado.

Dá a entender assim que o jogador B primeiro deveria sofrer uma advertencia e somente se a situação se repetisse seria compelido a pagar.

Eu acho errado que ele seja obrigado a pagar somente em caso de reincidência. Nos cash que jogamos aqui esse tipo de declaração é vinculativa, justamente para evitar influência sobre a ação do jogador sem que sofra qualquer consequência por isso.

Queria saber o que os mais entendidos acham disso aí…

Petrillo: Boa discussão e dúvida muito pertinente!

Em primeiro lugar, quero afirmar que o parceiro é meio mala, e deveria evitar de fazer esse tipo de comentário.

Agora, IMO, ele não é obrigado a pagar o allin, mas deveria ser advertido ou punido.

Como a ação não foi formal, não foi completa, acredito que o que o mala fez fique mais no âmbito de “falinha”, do que de uma ação propriamente dita.

Notem: e ele não vier de all in, ele folda? Ou então paga? Ou aumenta?

Pelo relato, ele disse: “se vier de all-in, eu pago”. Vejam, isto não é uma ação, é uma falinha apenas…

Agora se ele dissesse “call, se você vier de all in”, aí sim seria uma ação completa e formal, onde o jogador cortou a ação. Não haveria dúvida: ele deu call de forma antecipada. O que falar depois não interessa mais, então ele deveria dar call a qualquer bet (mesmo sendo limp) do adversário, não podendo foldar ou aumentar.

Entendem a diferença?

Mas tudo isso passa muito pela interpretação do diretor do torneio. Se o torneio fosse meu, eu não o obrigaria, mas o puniria com 3 mãos out.

—————————————————————————————————————————-

@ O que vale é a primeira ação

Fica a dica: vale sempre a primeira ação.

Então o clássico erro “pago os teus XXX e mais YYYY” é apenas call e não raise. Se sua intenção é aumentar, então sempre diga “vou aumentar” ou “raise” ou aumento” e então pode-se usar a combinação de ações que quiser (inclusive dizer “pago os teus XXX e mais YYYY”) que a ação é de aumento.

@ Fichas à frente das cartas do jogador

Fiquem atentos galera! Cartas sempre à frente das fichas. Toda a ficha à frente das cartas é uma aposta.

Tem um jogador aqui em SC que certa vez fez o seguinte: um vilão em EP fez um aumento forte, o jogador espertinho vendo que tinha AA, puxou suas cartas para detrás de sua pilha e fiz que estava olhando e pensando… O vilão incauto logo brado: “ele colocou as cartas para trás das suas fichas, está em all in!” e deu call achando que estaria à frente do range do jogador que “erro” em mover suas cartar para detrás das fichas…

Fiquem espertos galera! 😀

Petrillo: Olhem o que diz o regulamento do BSOP:

DECLARAÇÕES CONDICIONAIS

: Declarações condicionais de ações futuras são fortemente desencorajadas; Exemplo: declarações do tipo “se-então”; “se você apostar então aumentarei”. Na primeira ocorrência o infrator receberá uma penalidade. Nas demais vezes a ação deverá se tornar permanente e o infrator será penalizado.

Dá a entender assim que o jogador B primeiro deveria sofrer uma advertencia e somente se a situação se repetisse seria compelido a pagar.

Eu acho errado que ele seja obrigado a pagar somente em caso de reincidência. Nos cash que jogamos aqui esse tipo de declaração é vinculativa, justamente para evitar influência sobre a ação do jogador sem que sofra qualquer consequência por isso.

Queria saber o que os mais entendidos acham disso aí…
Missu eu li teu post somente depois que publiquei o meu… Estamos convergindo…

Missu: Petrillo,
Não vejo nenhuma diferença entre as duas situações que você apontou como diversas.

“se vier de all in, eu pago” x “call se vier de all in”

Para mim é exatamente a mesma hipótese. Minha dúvida é como proceder nesas circunstâncias. Embora eu particularmente entenda que o jogador deve honrar o que falou e ser obrigado a dar call, o regulamento do BSOP parece que orienta primeiramente uma penalidade e posteriormente apenas a vinculação caso o jogador repita a mesma atitude.

afsalagoas: Já vi em outro fórum rolo também pq o cara colocou as cartas no peito sei lá, tirou da mesa para fazer algo e o dealer foldou as cartas o cara ficou doente da vida e era o dono da casa LOL. Aí ele postou um monte e coisa e os caras disseram cartas sempre na mesa, fora ela é fold.

Aí ele ficou de mimimi, revirou e virou as regras e depois ficou no bom senso. Conforme relatado o dealer deveria primeiro o advertir e caso repetisse, já saberia a regra.

Petrillo: Petrillo,
Não vejo nenhuma diferença entre as duas situações que você apontou como diversas.

“se vier de all in, eu pago” x “call se vier de all in”

Para mim é exatamente a mesma hipótese. Minha dúvida é como proceder nesas circunstâncias. Embora eu particularmente entenda que o jogador deve honrar o que falou e ser obrigado a dar call, o regulamento do BSOP parece que orienta primeiramente uma penalidade e posteriormente apenas a vinculação caso o jogador repita a mesma atitude.
@Missu, com todo o respeito, o que tu não vê nenhuma diferença, para mim é completamente diferente.

A primeira frase começa com uma hipótese, não é uma ação objetiva, enquanto a segunda é uma ação objetiva e o que vem depois não interessa.

Em uma mesa de poker é totalmente diferente dizer: “eu estava pensando em dar raise” e “raise é o que eu tava pensando”.

Logo, como a ação não fica clara (na verdade nem é uma ação efetiva), o jogador deve ser advertido ou punido, mas não cobrar dele que honre uma ação que nem efetivada foi…

Este tópico mostra como é importante ter um diretor competente e coerente num torneio. Na verdade não importa a regra, desde que seja a mesma, clara e coerente para todos os jogadores.

Sarsante: o sb fez angle shooting pra tentar induzir um ch behind do botão.

imo cabe uma advertência e só, ele não tem obrigação de pagar o all-in.

exemplo de angle shooting (~2 min):
//www.youtube.com/watch?v=tkxcBy6js7s

Eddwards003: Uma vez jogando um torneio numa cidade vizinha, o tiozinho bem deep fez raise PF e achou um call de outro jogador deep! No flop c-betou e levou call e no turn, mandou uma bomba de uns 120% do pote e enquanto o outro jogador pensava ele soltou a falinha “Na próxima vai tudo” Nisso o dealer interferiu e queimou a ação dele no river! No caso, ele levou o call turn, mas foi obrigado a dar check river, segundo o dealer, como forma de penalidade!!!

VIVÃO: Se tiverem curiosidade no Bsop é assim.. //site.bsop.com.br/bsop/public/files/regulamento.pdf

Onde eu jogo vc toma uma chamada do dealer (passa mó vergonha) , na segunda vez fica um tempo fora da mesa.. acho que uma hora.. fica falando.. paga que ta barato, vai apostar só isso?, melhor voce foldar, o que voce tem ai? … e etc

DECLARAÇÕES CONDICIONAIS: Declarações condicionais de ações futuras são fortemente desencorajadas; Exemplo: declarações do tipo “seentão”; “se você apostar então aumentarei”. Na primeira ocorrência o infrator receberá uma penalidade. Nas demais vezes a ação deverá se
tornar permanente e o infrator será penalizado.

Autor original: Missu.

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -