A pior jogada do poker – Por Chris Ferguson

TostesBr: Antes de colocar o artigo eu queria agradecer ao pessoal do Poker Dicas por toda a ajuda que vocês deram. É impressionante a diferença que eu sinto no meu jogo!
As pessoas daqui são muito pacientes, humildes, inteligentes e agradeço demais a vocês… esse é só o meu 100º post, não é muito, mas só to aproveitando pra agradecer mesmo.

Pra comemorar o meu 100º post vou traduzir um artigo muito interessante do Chris Ferguson… dessa vez, vou colocar no final o link pra quem quiser ler em inglês.

Espero que gostem:
_______________________________________________________

“A PIOR JOGADA DO POKER

Caro leitor

Eu preciso da sua ajuda. Aqui está uma jogada que eu vejo frequentemente. Jogadores ruins a fazem, até bons jogadores a fazem de vez em quando. Até jogadores que já ganharam braceletes da WSOP podem faze-la… e todas as vezes em que eu a vejo, eu não compreende-la. Talvez você faça essa jogada e consiga me ajudar a fazer entende-la.

Estou falando de apostar com uma mão média/fraca no river.
Talvez você pense “Espere aí, eu aposto de vez em quando… o que há de errado nisso?” O que há de errado nisso é que a aposta não tem um lado bom.

Existem apenas dois motivos para se apostar no river. O primeiro é para apostar por valor; você espera que vença toda vez que paguem a sua aposta. O segundo motivo é para blefar. Nessa ocasião, você espera que o seu adversário folde uma mão melhor que a sua.

As suas mãos mais fortes te darão a oportunidade de fazer value bets; com mãos mais fracas, suas apostas se comportarão como blefes.

O problema com essas mãos médias/fracas é que os oponentes que derem fold perderiam de qualquer jeito, mas aqueles que derem call quase sempre ganham de você.

Com uma mão que não tem nem valor algum, nem para fazer value bet nem para tentar blefar, por que não dar check?

Exemplo: Estou jogando hold’em e eu e mais um jogador chegamos até o river. O board é :Jc :9d :2s :9s :8c e eu tenho AK. Meu oponente aposta. Logicamente, eu não consigo vencer de nenhuma mão em que ele poderia estar fazendo uma value bet, mas eu decido pagar como forma de defender o meu jogo, impedindo que achem que podem passar por cima de mim. Na minha opinião, essa mão – ou talvez AQ – seria o mínimo que eu deveria ter para justificar o call, e com certeza há piores mãos com as quais eu poderia chegar até o river e que eu teria que foldar. Foi uma surpresa agradável quando vi que o meu adversário tinha AQ.

No que ele estava pensando? Ele não pode pensar que eu pagaria com mãos como KQ para fazer a aposta dele ser uma value bet. Eu não ia foldar nenhum dos meus pares, então isso também não é um blefe.

Claramente, o meu oponente não estava pensando. Isso me leva a uma importante questão. Antes de tomar uma decisão, pergunte-se a si mesmo “O que eu estou tentando conseguir?”

No caso de apostar no river, você está esperando o outro jogador pagar com uma mão pior ou foldar uma mão melhor. No caso da mão que acabei de citar, não tinha chance dele conseguir nenhum desses dois objetivos.

Então, o que se deve fazer com mãos médias/fracas? Obviamente, se você é o último a falar, deve simplesmente dar check e torcer para que a sua mão seja suficientemente boa para ganhar o pote. Se você é o primeiro a agir, ignorando a possibilidade de check/raise, você tem duas opções: dê check – e se outro jogador apostar, você dá call – ou dê check/fold.

Vamos coparar essas duas jogadas contra a aposta no river.

Fazer check/call é claramente uma jogada melhor do que apostar. Isso te dá oportunidade de induzir um blefe e ganhar mais do que ganharia contra mãos piores que a sua.
Você também tem a chance de perder menos contra mãos mais fortes.
É claramente um caso em que, em ambas as situações, ou os ganhos aumentarão, ou as perdas vão diminuir. Fazer check/fold pode ser melhor, mas é mais arriscado. Você está arriscando todo o pote por causa de uma aposta. Em qualquer caso check/call é obviamente uma jogada muito superior à aposta no river, mas você ainda pode fazer melhor.

Até onde eu sei, existem duas possíveis razões para que as pessoas erroneamente apostem nessas mãos.
Elas podem ter tido um board ruim e não conseguem compreender a força das suas próprias mãos, e acham que estão blefando;
Medo. Afinal, quando você dá check, eu posso apostar e te forçar a tomar uma decisão difícil. Ninguém gosta dessas situações, e é uma boa idéia evita-las sempre que possível, mas nesse caso particular, jogar dinheiro no pote não é uma resposta racional para evitar o medo de ter que tomar uma decisão difícil.

Vamos falar um pouco mais sobre o blefe. Apesar de parecer insensato, você só deve blefar quando tiver as suas piores mãos. Jogadores iniciantes olham grandes blefes que acontecem na televisão e os acham horríveis, desnecessariamente perigosos…. mas as suas piores mãos têm tanto valor no blefe quando as suas mãos médias/fracas. A diferença é que essas mãos médias/fracas também podem ser jogadas sem precisar de blefe, simplesmente dando check, enquanto as suas piores não.

Isso faz com que seja melhor blefar no river com 2-3, já que essa é a “única” forma de extrair algo dessa mão. Como você vai levar o pote com um lixo a não ser blefando? É por isso que vemos Gus Hansen ou Phil Ivey mostrando as cartas mais lastimosas quando são pegos blefando, ou então quando eles conseguem levar tudo com essas mãos.

Além do mais, é muito menos provável de você causar um estrondo quando você mostrar o seu A-Q, ace high, tendo o seu oponente largado K-Q (chamamos isso de blefar com a melhor mão) do que você faria se virasse o seu 6-3. Pode ser embaraçoso até para bons jogadores ser blefado e deixar de ganhar um grande pote.

Uma última história que aconteceu em um evento da WSOP (No Limit 2-7 Lowball Draw) há alguns anos atrás. O nosso herói aumenta antes do draw e o jogador que está no big blind paga. O vilão recebe uma carta, e o herói continua firme. Após o draw, o big blind aposta e o herói faz um raise muito alto. O vição pensa por bastante tempo, até que acaba dando o call. Ele vira 8 low e o herói esconde as cartas, mas o vilão faz questão de ver com o que o nosso herói perdeu. Ele então se depara com um full house, K-K-K-Q-Q (Para aqueles não familiares com lowball, o nome diz tudo. A melhor mão é a “mais baixa”). O vilão, tão impressionado com um blefe tão audacioso, começa a aplaudir a jogada, apesar dela ter falhado.

A platéia tinha o direito de ficar impressionada? Não exatamente. Tudo bem, o nosso herói blefou com uma das piores mãos imagináveis, exatamente como esse artigo fala para fazer. Mas em primeiro lugar, ele blefou com essa mão antes do draw, quando ele tinha uma gama de mãos com as quais poderia foldar de qualquer jeito. Esse artigo só se aplica à aposta no último round.
Em segundo lugar, você deve blefar com mãos que te dão a melhor chance de sucesso. O nosso herói estava com cinco cartas figuradas, o que diminui a chance do oponente de ter uma mão com a qual ele teria que dar fold antes do draw, e menor era a chance dele de bloquear o draw. Isso faz o blefe muito mais fácil de ser dominado. Mais correto seria blefar com uma mão como 2-2-2-3-3, mas essa é uma história para outro artigo.”

Chris Ferguson – Poker Articles written by Chris Ferguson

Raiser: Antes de colocar o artigo eu queria agradecer ao pessoal do Poker Dicas por toda a ajuda que vocês deram. É impressionante a diferença que eu sinto no meu jogo!
As pessoas daqui são muito pacientes, humildes, inteligentes e agradeço demais a vocês… esse é só o meu 100º post, não é muito, mas só to aproveitando pra agradecer mesmo.

Pra comemorar o meu 100º post vou traduzir um artigo muito interessante do Chris Ferguson… dessa vez, vou colocar no final o link pra quem quiser ler em inglês.

Espero que gostem:

parabens pelo seu 100º post Tostes

parabens tb pela escolha e tradução do artigo, muito bom mesmo saber mais sobre como apostar no river por valor e por blefe

abraço

RafaelRJ: Porra excelente!

Esse lance que ele agora no finalzinho no exemplo do lowball é ótimo! E pode ser aplicável ao Hold’em ou Omaha (menos provável)

Excelente tradução e parabéns pelos 100 posts!

Abraços

Simão: Parabéns pelo post Tostes, muito show. Eu já tinha ouvido falar sobre a opinião do Ferguson sobre as apostas no river mas nunca de uma maneira tão completa. São posts deste naipe que com certeza tornam este aqui o melhor fórum da internet.:happy34:

cozar: Muito bom post tostes, eu jah fazia isso(naum lembro onde eu vi) e vejo muitos outros jogadores online que fazem tambem, isso dah pra ver que o poker tah cada dia mais evoluindo e se naum estudar vai ficar pra tras!

Eh isso ai, continue enriquecendo o forum com bons artigos!

Lucáses: Mto bom o artigo !!

com certeza irá mudar algo no meu jogo

Glaccos: Parabens pelo seu 100° Post!!!!
Com certeza ajuradará a muitos, como eu, a pensar melhor sobre a gama de possibilidade num jogo de poker.

bobkirst: Parabens pelo 100º post !
Belo artigo
abraz

Petrillo: Parabéns pelo 100º. post TostesBr!!

Um fórum se faz com pessoas. Portanto, um fórum de qualidade se faz com pessoas de qualidade.

E indubitavelmente o PokerDicas é um fórum de qualidade feitos por pessoas como você TostesBr!

O Chris Ferguson é minha referência absoluta no poker. Portanto, nem preciso dizer que gostei muito do artigo!

Um grande abraço!

susseiro: Muito bom post, faz muito sentido isso aí. Vou começar a aplicar melhor essa tática a partir de agora, valeu aí!

brax.cruz: Muito interessante. Já fiz algumas vezes algo assim.
(To falando da parte errada do processo. hahahaha)

Dieisonstein: Caramba, tu não imagina como esse artigo acaba de elucidar minha mente, sinceramente, obrigado.

LeoNeto: porra, hj to tendo aula atras de aula aqui nesse forum

valeu mesmo pelo excelente post

pdias666: muito bom! voto para post do mes!

Nakamura: Muito bom seu post Tostes, valeu mesmo.
O modo como o Ferguson analisou a jogada no final do artigo é perfeito, não deixa dúvidas quanto a falha da jogada.
Abraço

Autor original: TostesBr.

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -