Quem sabe usar bem as STATS?

DonVitche: Amigos do PD, gostaria de deixar aqui a sugestão aos colegas que conhecem bem o uso das estatísticas que os softwares trackers (HM, PT3, etc), nos dão, para que os demais PDers (Eu, por exemplo! rsrsrs), possam utilizar.

Venho utilizando somente duas nos torneios que jogo:

– Percentual de Mãos em que o jogador participa;

– Percentual de vezes em que ele entra aumentando a aposta.

Somente essas.

Sei que já temos aqui no PD uma excelente explicação daquilo que cada stat quer dizer, mas refiro-me a “como utilizá-las”.

Na verdade são tantas disponíveis que nem saberia o que fazer com tanta informação!

As perguntas que ficam aos entendidos são:

– Quais stats vocês utilizam? Em quais tipos de jogos?

– Em quais momentos as utilizam e para tomarem que tipos de decisões?

– Quais são imprescindíveis num mtt? E num Cash?

Agradeço em nome de todos os interessados em aprender a utilizar isso.

Abraços!

Flush: Estou longe de ser um entendido no assunto, Don Vitche, mas 3 stats são fundamentais: VPIP, PFR e AF. Com essas 3 e um sample de mãos adequado (100+, no mínimo) você consegue estimar uma certa tendência do vilão (se é passivo ou agressivo, tight ou loose etc.) e jogar de acordo.

Não vou me arriscar a te falar quais stats são úteis em MTT, até porque frequentemente os vilões mudam de mesa, então muitas vezes você não terá um sample mínimo de mãos para que as stats sejam confiáveis. Nesse caso, elas mais atrapalharão do que ajudarão. Sem contar, também, que a dinâmica de um MTT muda de acordo com os blinds e a relação entre stacks e blinds, o que torna as stats ainda mais difíceis de ser interpretadas.

Quem sabe algum colega experiente em MTT possa esclarecer mais a esse respeito.

DonVitche: Obrigado, amigo! Somente uma coisa: …como se usa o AF? É o indice de agressividade, certo? O que êle nos diz?

Abração!

TostesBr: Meu HUD é bizarro.
Tem:
1ª linha: Nome/Hands
2ª: VPIP/PFR
3ª: PFR por posição
4ª: 3bet/Fold to 3bet
5ª: Steal CO/BTN/SB / Fold to Steal SB/BB
6ª: AF Flop/Turn/River
7ª: Flop Cbet/ Turn Cbet/ Fold to flop cbet/Fold to turn cbet/ donkbet/fold to donkbet

TostesBr: Ah, só agora entendi a pergunta.
Então… uma dica que eu posso te dar é: sempre que alguém se desviar do padrão você tem que tomar cuidado.

Essas minhas stats dizem como cada um joga pré e pós flop.
VPIP e PFR dizem se o jogador é tight ou não… mas eu gosto de distribuir por posição também porque tem jogadores 15/11 que jogam 40% das mãos no BTN e foldam muito pra re-steal.
3bet e fold to 3bet serve pra você ver se ele faz isso muito light e ajuda a ver se o re-steal é eficaz contra ele. Se o fold to 3bet for alto e o vilão der call num reraise teu, saiba que o range dele pra fazer isso é bem tight.

Se a AF de um jogador é baixa e ele tá dando um raise, desconfie MUITO da força da
sua mão.
Se o vilão tem alta flop cbet e uma turn cbet que tende a 0 praticamente, você pode fazer muuuuuuuuuuito float. Pode até fazer check/call no flop e donkbet no turn com any 2.

DonVitche: Eita…, Mãe de Deus !!! rsrsrsrsr

Dá pra ver as cartas com tudo isso aí na tela Tostes? hahahahahaha

Amigo, diga pra gente pra que servem e como você utiliza isso tudo.

Abraço!

Edição: Desculpe, já respondeu antes de eu postar isso.

DonVitche: Seu HUD pode ser bizarro, mas esse monte de medalhas aí deve ser baseado em boa informação.

Desculpe, Tostes, vou demorar um pouco para avaliar a sua explicação e ver se posso tirar dúvidas com você. É que essa linguagem técnica ainda é difícil pra mim, mas aprenderei, prometo!

Obrigado, Tostes, forte abraço!

Edição: Ops…, depois que eu vi. Meu post número 500! Legal, vou ganhar logo, logo, mais uma moeda. Preciso entender isso tudo e ganhar medalhas também né…, senão os Moderadores me rebaixam pro SB.

Flush: Vitche, AF é o fator de agressividade. Quanto maior esse número, mais agressivo tende a ser o vilão. Isso quer dizer que ele jogará por valor e também blefará agressivamente, aplicando muitas bets e raises.

O inverso também é verdadeiro: um vilão com AF muito baixa (entre 0 e 1, por exemplo) é passivo, ou seja, ele dará muitos calls, check/call e poucos raises. O que isso nos leva? Que quando um passivo de repente volta pra cima de você, pare e reavalie sua mão perante o board. Mas esse vilão também vai ser seu arroz com feijão no poker: é o típico jogador que irá ao showdown com mãos dominadas.

bruno0010: Tem um artigo do jardim eu acho, que explica muito bem algumas stats, aprendi a ‘ler’ stats naquele topico, se alguem tiver o link aí

Tex Wilde: 2 que eu uso muito em DoNs: fold para steal no SB e fold para steal no BB
Quanto mais alto os valores, maior meu range de steal contra eles.

**************************************

Tem um vídeo de cerca de 1h 30′ feito peloo Rafael Augusto, coach do PokerStrategy, que é simplesmente EXCELENTE!! Ele explicava muito bem várias stats e como utilizá-las. Coisa de 1ª categoria mesmo.

Foi postado pra download uma vez aqui no PD, vou ver se acho o link.

EDIT: achei!

VÍDEO EXPLICANDO O QUE SÃO E COMO USAR VÁRIAS STATS DO HM E PT3

//pokerdicas.com/forum/discussao-geral-sobre-poker/4664-video-sobre-stats-do-hm.html

DonVitche: Excelente dica Tex !!!

Obrigado amigo!

Sarsante: excelente post sobre o que é cada stat

//pokerdicas.com/forum/programas/532-artigo-sobre-trackers-estatisticas-interpretacao.html

como o tex disse, fold bb e fold sb são mto úteis.

e isso vale tanto para cash como para torneios (sng ou mtt).

além das tradicionais (vpip/pfr/af), uso tb steal, cbet e fold cbet

bruno0010: Esse mesmo que eu estava me referindo!

Cebola: o meu é mais ou menos assim:

1ª linha: Nome/Hands
2ª linha: VPIP/PFR/AF/%limp
3ª linha: %cbet/%foldcbet/%3bet/%fold3bet

é bem simples e enxugado, mas eu clico bastante na caixa pra ver outra informaçoes lol

btw, eu jogo husng, pra mtt eu colocaria %steal e %foldsteal e tirava o %limp

pra cash eu colocaria um fold to raise cbet, um turn cbet tbm seria bom (usando junto com o %cbet, da pra tirar muito dinheiro de fish e weak tights)

ae don, qualquer coisa que precisar, manda mp

edit: o pq de algumas stats que eu colocaria (ja que ta no intervalo do jogo, vou dar uma upada aqui huahua
fold to raise cbet: aliada a %cbet pode te dar um lucro legal, pois se a %cbet é alta, logo pensa-se que o vilão cbeta quando nao bate… um raise aqui tem uma lucratividade bem alta (geralmente o fold to raise cbet é proporcional ao %cbet)

turn cbet: é a porcentagem de 2nd barrel, mostra se o vilão continua acelerando, ou da shut down na mão qdo recebe um call de um cbet que nao bateu… essencial para aplicar o float

steal: nem precisa falar mto né, da pra ir administrando o stack, em mtt, com alguns steals e criar uma imagem legal… eu clico nas stats gerais pra ver o steal por posição, geralmente, mas vc pode colocar o %steal total no HUD…

prof_anselmo: amigão

são importantes

raise pré flop
limp pre flop
steal
cbet
fold para cbet
qtde de maos jogadas

os nomes nas stats, já foram indicadas anteriormente,

ou seja, não dá pra jogar legal, sem usar esses índices.

Vc já me viu usando elas e como influenciam a tomada de decisão…

o vídeo postado pelo Tex é muito show realmente.. ajuda bastante

DonVitche: Grande Anselmo! Você andou meio sumido…

Não se ausente muito, precisamos de você aqui.

Abraço!

Flush: Apenas um adendo importante: cuidado para não se levarem erradamente por certas estatísticas. Algumas delas, como o AF, demoram muito para convergir, ou seja, oferecerem uma leitura acurada e VERDADEIRA sobre a agressividade do vilão em cada street. Pelo que a gente lê por aí, no mínimo 1000 mãos são necessárias para que essa convergência reflita dados reais.

O ideal, portanto, é usar estatísticas rapidamente convergentes e, portanto, mais confiáveis, como o VPIP e o PFR, para balizar certas decisões frente a ações inesperadas do vilão.

Exemplo:

Você tem um histórico de 150 mãos de um vilão 40/10/0,9. Pelo VPIP e o PFR, temos claros indícios de que ele é um calling station clássico, pois gosta de ver 40% dos flops, mas dá raise pf em apenas 10% deles. É o típico limper ou limper/caller.

Uma AF de 0,9 nos indica que ele é totalmente passivo, ou seja, dá muitos checks e calls, raramente c-betando, dando leads ou aumentando, desenhando um quadro que é compatível com o VPIP e o PFR. O problema, aqui, é que a convergência do AF, por ser muito lenta, certamente não nos dá a certeza sobre ele ser, de fato, tão passivo assim.

Por isso, não deem tanta importância ao AF ainda (até ter pelo menos 1000 mãos do cara). Concentrem-se, isso sim, no perfil típico esperado dele a partir da relação VPIP/PFR que ele tem: alguém que dificilmente aumenta. É essa informação que vai lhe ajudar na hora de dar call num mini-raise dele no turn, por exemplo, e não o fato de a AF ser 0,9.

O que quero dizer é: você não precisa, neste momento, olhar a AF dele pra sacar que ele é passivo e que o raise turn dele representa uma mão que, provavelmente, bate seu top pair, por exemplo. Compreender a natureza de jogo de um calling station e como ele se comporta vale mais do que confiar em estatísticas com lenta convergência.

😉

DonVitche: Para variar, prezado Flush, perfeito!

Antes de começar a utilizar os trackers, pensei muito sobre isso. Estatística foi uma matéria que precisei estudar muito na faculdade (Analise de Sistemas – PUC Campinas – turma de 78…, será que o Campus ainda existe por lá?! rsrsrsrs).

Como jogo somente mtts (como já disse aqui, nada tenho contra o cash, só não me identifico com ele), sei que dificilmente terei boas amostragens dos jogadores. Via-de-regra, temos somente aquelas mãos nas quais participamos, o que é pouco demais para conclusões estatísticas.

Fico ABISMADO quando vejo na TV as prévias eleitorais dizendo que este ou aquele candidato tem 46% contra 53% de um outro, sobrando 1% para indecisos, brancos, nulos, e que a ENTIDADE “certificadora” da pesquisa em questão entrevistou nada mais que 1.185 pessoas “EM TODAS AS CAPITAIS DO PAÍS”. Criam-se “modais” viciadas. Somos quase DUZENTOS MILHÕES DE ELEITORES !!!! Mas…, eleitores que preferem votar no candidato vencedor, e aí é que está o grande X da questão…

Amostragens infiéis criam leituras infiéis. No live, todos nós temos, às nossas maneiras, “leituras subliminares” de mentiras e verdades. Mas o on-line deixa muito a desejar sobre isso, e quando penso no tempo que o meu oponente demora para responder…, sei lá se a conexão do cara me dará dados confiáveis?! É internet.

Obrigado, Flush!…, também acho que preciso tomar muito cuidado ao utilizar alguns desses indices como base na tomada de decisões. Certamente não só a questão da amostragem, mas também, e principalmente, a quantidade de vezes que essas leituras apoiam a realidade nas minhas decisões.

Então concluo que vocês, prezados amigos que as utilizam há tempos, já têm suas próprias leituras dessas fidelidades ou infidelidades. Seus cérebros já estão adaptados para aceitarem ou não esses dados, dependendo de situações subliminares, e isso leva tempo…

Amigos, o que vocês acham de “elencarmos” algumas (pouquíssimas, por favor!), stats, para que cada um possa dizer a forma e o momento em que as utilizam, e o quanto essas leituras têm-se mostrado verdadeiras? Acho que poderíamos estar contribuindo muito para que os iniciantes (como eu), possam passar a utilizá-las de forma mais prudente.

A mim, particularmente, seria muito interessante que pudéssemos dividir bem esses mundos: MTT e CASH. Sei que tem dados importantes para esses dois mundos, mas confunde um pouco a forma de utilizá-los quando nesta ou naquela modalidade. Poderíamos criar tópicos separados para a utilização dessas stats “mais óbvias”, por MTT e CASH, que tal?

Acredito que, quanto às demais stats, cada um as poderá ir incorporando ao seu arsenal na medida em que forem precisando desses dados nos seus jogos, cabendo à si próprios o aprofundamento desses estudos.

Abraços!

Flush: Vitche, acho que o grande problema para alguém se comprometer a dar dicas aqui recai na questão da amostragem.

Por exemplo: flop c-bet é uma estatística muito útil em MTT (em cash então…)

Um vilão com flop-cbet de 100% significa que ele c-beta sempre o flop, mesmo errando a mão completamente. Isso quer dizer que um bet flop dele pode ser, muitas vezes, encarado como um check, porque o board não vai atingir o range de raise pf dele todas as vezes, então, ele blefa muitos flops. Esse tipo de vilão é facilmente explorado porque, se ele não tiver nada, geralmente vai de check/fold turn, você beta 2/3 e leva o pote (o famoso float).

O grande problema, entretanto, é a bendita amostragem. Você precisa de pelo menos 1 centena de mãos em que ele viu o flop sendo o agressor pré-flop e c-betou (ou não) o flop pra poder começar a usar essas estatísticas contra ele de forma confiável.

Mais uma vez, então, fica melhor observar apenas a tendência dele, em vez de usar a estatística, como no exemplo que eu dei sobre o raise turn do calling station.

Flops favoráveis a um TAG que é agressor pf e c-beta são aqueles com Axx, Kxx e Qxx. Agora, um flop como 295r ou 7J4 erra quase sempre o range de raise pf dele (que vai ser de overcards, na maioria das vezes). Nesse caso, você pode esquecer suas cartas e jogar contra a tendência dele: 1) dê um raise na c-bet flop ou 2) call flop e float o turn.

Como se vê, às vezes, é muito mais confiável jogar em cima da tendência do vilão do que sobre stats 😉

DonVitche: Amigos, baixei o video cujo link o Tex postou acima, e ao qual o Bruno também já havia se referido, e assisti com calma. Posso lhes afirmar que as explicações nele contidas são de suma importância. Dessa forma agradeço demais pelas ajudas.

Acho que as informações desse video, aplicadas ao Coaching dos PDers, formam um aprendizado muitíssimo bom aos iniciantes. Preciso praticar muito isso tudo agora para ver se consigo melhorar o meu jogo.

Seria muito bom se pudéssemos, com o tempo, organizar todas as boas informações que já temos aqui no PD, com talvez alguma espécie de biblioteca. Leituras dessa ordem e talvez também videos dos coachings, são matérias que não podem ser perdidas ou terem acesso difícil.

Abraços a todos!

Autor original: DonVitche.

Artigo anterior
Próximo artigo

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -