LAGs x TAGs

fsfonseca: Estava lendo um artigo na Poker Strategy que afirmava que o tempo dos LAGs estava passando e que o jogo TAG estava em alta de novo.

Ao mesmo tempo, no confronto Jungleman12 x Dwan, parece que durrr está com problemas: a última informação que tive é que o desafiante, em 7000 mãos, está $612k a frente. Isso levando em conta que Jungleman é um jogador bem mais conservador.

Concordam com isso?

Flush: Resposta difícil, Fonseca. Quando você olha um Patrik Antonius da vida jogando, é difícil você imaginar que ser loose agressive possa te dar prejuízo.

Meu objetivo de longuíssimo prazo no pôker é me tornar um LAG competente, porque é virtualmente impossível seus adversários lerem você. No último programa do WSOP, por exemplo, o Antonius blefou mais do que nunca, botando pressão e expulsando os vilões do pote. Até que teve uma hora que um vilão não acreditou no Antonius, foi pagando as bets gigantes que ele dava e, no showdown, viu um set nas mãos do Antonius.

Marcelo: Poker é adaptação, então nunca vai haver o desaparecimento de um estilo.

Uma vez vi um profissional que joga muito loose dar uma entrevista. Ele falou que no dia 1 do torneio sentou numa mesa em que 6 pessoas estavam jogando LAG, tinha até 5-bet light pra você ter uma idéia. Ai ele explicou como foi difícil pra ele se adaptar, mas ligou o modo TAG e terminou muito bem o torneio.

Outra coisa legal foi um episódio do podcast da cardplayer no qual um dos apresentadores comentou que do jeito que o poker vem evoluindo cada vez mais LAG (influência forte de Dwan e do Hansen), daqui a uns tempos quem jogar tight se dará bem.

Então o que acontece é o chamado “metagame” ou tendência temporal do jogo. Pode ser que estejamos numa época em que o LAG esteja perdendo terreno, mas isso tudo é cíclico. Quando o 3-bet light surgiu virou febre, e hoje acontece até em NL10 !!!! Um exemplo de mudanças no metagame.

Isso torna o jogo ainda mais fascinante. Quem já jogou Magic sabe que nenhum jogador de bom nível pode ir para um torneio sem ter pesquisado bem o metagame. Isso está começando a acontecer com o poker.

Caveira: Eu espero que não! Pois eu mesmo jogo predominantemente LAG. Ainda falta MUITO para eu me achar medianamente competente, mas um dia eu chego lá.

overbet: pow acho lag o jeito mais dificil de joga..e arte do poker mais dificil de domina..afinal mete ficha no pano e facil ne..dificil e fazer isso de 1 forma inteligente por isso mesmo quem mais domina esse metodo de jogo sao geralmente os melhores e bem sussedidos

Minored: claro que nao, a pokerstrategy fala isso porque sem duvida o jeito mais facil de ganhar nos micro stakes é jogando TAG

TostesBr: QFT pro Minored.

Isso de “tal estilo tá em alta” não existe. Se você souber se sobressair usando o seu próprio estilo então será um vencedor, independente se é lag, tag ou até maniac.

Thiagolmm: Durante o “boom” do poker em 2003, após a vitória do Moneymaker sobre o Sam Farha no Main Event da WSOP muita gente correu pra internet, coachs, cursos live, em busca de conhecimento estratégico sobre o jogo. Foram desenvolvidas então novas teorias de como proceder em torneios ou em determinados spots.

De lá pra cá o que se vê é uma avalanche de novos jogadores que viraram novas celebridades no mundo do poker e que em sua maioria desenvolvem um estilo muito agressivo ao longo de torneios ou longas sessões de cash games. O Caio Pimenta que é um fenômeno do online brasileiro e já passou da marca de um milhão em ganhos, afirmou numa entrevista pra Cardplayer que não há como ser lucrativo no poker atual há longo prazo sem ser agressivo.

Sem dúvida o poker agressivo é muito mais legal de ser jogado e de ser visto, mas como disse o Dan Harrington no Harrington on Hold’em Vol. 1, você tem de adaptar o seu jogo ao da mesa desenvolvendo um game oposto ao dos seus oponentes. Logo, se uma porcentagem grande de jogadores em todo o mundo pratica hoje um jogo agressivo, talvez poderemos ver então nós próximos anos uma “tightzação” em geral do poker. O que não impossibilitaria num futuro a volta dos LAGs tornando isso um ciclo.

DonVitche: Bem, acho que ser TAG ou LAG nem sempre depende da “vontade” do jogador, mas sim do seu temperamento, que é expresso no seu estilo.

A mim, por exemplo, é muito difícil jogar agressivamente sem cartas, exceto em posição e contra um ou dois que entraram de limp e continuam só checando no pós-flop.

Para ser LAG você precisa SEMPRE subestimar as mãos dos seus adversários, enquanto que para jogar TAG você precisa sempre subestimar as suas mãos, exceto as monstros. O que percebo é que quando um jogador LAG está com uma mão monstro, via-de-regra ele age na mesa como TAG.

O continuation style é reservado aos poucos campeões, seja TAG ou LAG.

Cebola: jogar LAG é o que há !

sabendo jogar loose vc consegue se adaptar melhor quando necessario (já que todo lag sabe jogar tag, e nem sempre o contrario é verdadeiro)

DonVitche: Sim, concordo Cebola!

O difícil é saber jogar LAG quando isso é contra o seu temperamento.

Cebola: Sim, concordo Cebola!

O difícil é saber jogar LAG quando isso é contra o seu temperamento.
só treinar que seu “temperamento” muda rapidao huahuahau

agora eu to achando muito entediante jogar 15/13 em mtts, me acostumei a jogar 70/60 em HU huahauha

fsfonseca: Eu estou acompanhando o desafio de Durrr contra Jungleman e acho que a vantagem que esse último vem tendo (frente de $700 mil) tem incentivado essa discussão. Claro que é dificil saber quem vencerá e, com certeza, isso não determina que estilo estará predominando, no futuro.

A impressão que tenho é que, como o Marcelo disse, se a maioria das pessoas começar a jogar LAG, os TAG levarão vantagem. A Poker Strategy, na minha opinião, em relação ao que o Minored disse, está correta: realmente, nos limites baixos, jogar TAG é mais lucrativo. Na verdade, afirma o artigo do site, praticamente não existem jogadores LAG em limite baixo, existem os MANIACS. Não confundir um com o outro.

Já o que o Thiago disse, essa questão da agressividade é ponto pacifico: afinal, estamos debatendo se predominará o estilo Tight AGRESSIVE (TAG) ou o estilo loose AGRESSIVE (LAG). Passividade (pelo menos por enquanto…) não tem espaço nas mesas.

Acho que a evolução de um jogador, quando ele leva a sério o poker, passa por uma sucessão de fases: rock, nit, weak tight, TAG, Sólido. A partir dai, quando adquire alto nivel de leitura e de experiência, ranges, o jogador consegue desenvolver um estilo LAG, onde é fundamental a habilidade de se saber jogar pós-flop. Pelo menos é assim que eu vejo minha caminhada, aquela que quero trilhar.

DonVitche: Fonseca, vc disse tudo: …aprender a jogar pós-flop.

O Negreanu e o Chan são bons demais nisso. Dá até inveja de assistir, rsrsrsrs

Aandysilvaa: Bom eu já acho que TAG e LAG são essenciais começando sempre ULTRA TIGHT
Quando os blinds começar a Subir a ponto de te matar Aposte com posição independete das cartas e faça leitura pós-flos se sentir força do adversário apenas folde pasciência é a chave nessa estratégia visando que 32% das vezes 1 adversário acerte o flop… Faça isso umas 3x e volte pro estilo ultra tight com evecções de AKs e AA.

Autor original: fsfonseca.

Artigo anterior
Próximo artigo

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -