Artigo: Trate cada mão como um investimento

TostesBr: Escrevi esse artigo há um tempo e resolvi publica-lo aqui no PD. Lá vai:

Antes de entrar no assunto principal eu gostaria de apresentar alguns conceitos matemáticos básicos, mas importantes.
Outs

Outs são cartas que, se aparecerem, provavelmente te darão a vitória. Por exemplo, você tem A(:club2:) A(:spade:) e o flop é K:club: Q:club: J:club:. Você e o outro jogador vão all in e ele mostra que tem KQ. Quantos outs você tem?
Resposta: 9 cartas de paus – 2:club:, 3:club:, 4:club:, 5:club:, 6:club:, 7:club:, 8:club:, 9:club: e T:club:; dois áses – Ad Ah; três dez – T:heart: T:spade: T:diamond:

Obs: são três e não quatro dez, cuidado para não conta-lo duas vezes.

Por que isso é importante? Porque você pode calcular a sua chance de vitória. É bem simples. Após o flop e depois de contar os seus outs, você multiplica por 2 para saber a chance de aparecer um dos seus outs no turn e multiplica de novo por 2 para descobrir a chance de uma dessas cartas aparecerem no river. Ou seja: Após o flop, nessa mão do AA vs KQ, você tem 14 (outs) x 4 = aproximadamente 56% de chance de aparecer um dos seus outs no turn ou no river.
Pot odds

Pot Odds é como se fosse a contribuição que você dá para o pote total. Se tem 100 na mesa e alguém aposta 50, você tem que pagar 50 para receber 200 no total, o que equivale a 25%. Outra forma de calcular é: O adversário apostou 50 e agora tem 100+50 na mesa. Tenho que pagar 50 para receber esses 150, ou seja, as odds são de 3:1 (o que equivale a 25%).
Pois bem. Independente da percepção de cada um do esporte que é o poker, é inegável admitir que a matemática assume um papel essencial no jogo. Todo mundo que quer levar o poker a um nível além do recreativo sabe que uma jogada, para ser lucrativa no longo prazo, precisa ter um Expected Value positivo (+EV).
Se você não entendeu, vou explicar.
Expected Value (EV)

Esse termo descreve o resultado (a longo prazo) de uma situação específica. Para se calcular o ”EV”, você deve analisar cada resultado possível, multiplicar pela probabilidade que cada evento tem de ocorrer e no final somar os resultados.
Um exemplo clássico é o do dado:
Passo 1: Analisar a probabilidade de cada situação acontecer:
Para tirar o número 1, a probabilidade é de 1/6
Para tirar o número 2, a probabilidade é de 1/6
Para tirar o número 3, a probabilidade é de 1/6
Para tirar o número 4, a probabilidade é de 1/6
Para tirar o número 5, a probabilidade é de 1/6
Para tirar o número 6, a probabilidade é de 1/6
Passo 2: Multiplicar os valores pelas probabilidades correspondentes:
1 * 1/6 = 1/6
2 * 1/6 = 2/6
3 * 1/6 = 3/6
4 * 1/6 = 4/6
5 * 1/6 = 5/6
6 * 1/6 = 6/6
Passo 3: Somar as probabilidades
1/6 + 2/6 + 3/6 + 4/6 + 5/6 + 6/6 = 3,5
Ou seja, o ”expected value” (= valor esperado) para o lançamento é de 3,5.
Supondo agora que um dado ”viciado” é alterado, de forma que o Número 1 tem 50% de chance de ser tirado. Considerando que os demais números têm a mesma chance de serem tirados, obtem-se:
1 * 50% = 1/2 = 5/10
2 * 10% = 2/10
3 * 10% = 3/10
4 * 10% = 4/10
5 * 10% = 5/10
6 * 10% = 6/10
OBS: Logicamente a soma tem que ser igual a 100%.
Agora o valor esperado foi alterado. 5/10 + 2/10 + 3/10 + 4/10 + 5/10 + 6/10 = 2,5.

Agora como isso se aplica ao poker? É simples… esse conceito pode ser aplicado considerando a chance que você tem de vencer uma mão, e pode ser a diferença entre fazer um call ou um fold correto.
Por exemplo:
Suponha que você está numa mão com A:diamond: K:diamond: com outros três jogadores e no flop vem 3:diamond: 6:diamond: T:club:. Você é o último a falar. O Jogador 1 aposta e os demais jogadores 1, 2 e 3 pagam.

O que fazer? Call? Não, dê raise!!!
É simples de entender o motivo. Você completará o seu flush em aproximadamente 35% das vezes, sendo que o ás ou o rei podem ser outs. Se você der raise e os outros três jogadores pagarem, você contribuiu com 25% sendo que tem uma expectativa de retorno de 35%. É claramente uma situação em que o seu valor, o seu retorno esperado no longo prazo é positivo.
Depois de falar tudo isso eu gostaria de tocar no assunto principal: cada mão deve ser tratada como um investimento.
Cada mão é um investimento

Eu vejo muita gente que não tem muita experiência ou base teórica consolidada cometendo erros graves e fazendo jogadas que são claramente -EV no longo prazo.

Não se envolva em situações em que você não tem muitos outs e as pot odds são ruins. Entrar em mãos que o pote já está muito cheio com mãos marginais, pares baixos etc pode ser muito perigoso. Raramente você terá algum retorno, e se tiver, por maior que ele seja, no longo prazo a sua jogada terá um EV negativo e você perderá dinheiro.

Cuidado com calls marginais e bets desnecessários. Toda vez que você se encontrar em uma situação marginal, estiver diante de uma aposta e não souber o que fazer, desista. Você irá perder um pouco de dinheiro… mas se toda vez você der call, você irá perder muito dinheiro.

Tente conjugar esses elementos matemáticos com a sua avaliação da situação numa perspectiva mais intuitiva na hora de tomar a sua decisão. É complicado calcular o EV no calor do momento, mas se você tiver uma boa leitura do seu oponente e definir um leque de mãos que ele pode estar segurando, você pode comparar a probabilidade dele estar vencendo e comparar com a sua. Dessa forma, você pode evitar jogadas desse tipo:

Situação 1:
NL50 6 handed (live)
Jogador 1 (SB): ~ 100
Jogador 2 (BB): ~ 50
Jogador 3: ~ 100
Jogador 4: ~ 75
Jogador 5 (você): ~ 50

Você recebe AK, dá raise e o jogador 3 paga.

Flop: 4 8 J rainbow, o jogador 3 dá mesa e você dá check behind (preferiu não fazer cbet porque estava agressivo demais)
Turn: 3, mesma coisa

River: 6 – O jogador 3 resolve apostar. Eu dou call e ele mostra A3.

Qual é o intuito dessa aposta? Normalmente quando você tomar call vai tomar call de uma mão melhor. Garanto que em 90% dos casos você receberá calls de A8, 9J, 77… e raramente alguém fará o call porque acha que está na frente quando na verdade só tem uma high card (como foi o caso).
Agora pensando bem, a jogada não faz nenhum sentido e claramente pode-se concluir que o valor esperado para essa jogada, no longo prazo, é negativo. Esse tipo de aposta normalmente não vai fazer ninguém que tem uma mão pior que a sua foldar e só vai receber calls de mãos melhores (essa mão foi uma exceção).

Situação 2:
NL50 6 handed (live)
Jogador 1: ~ 150
Jogador 2: ~ 50
Jogador 3(SB): ~ 75
Jogador 4(BB): ~ 100
Jogador 5 (Você): ~ 125

Você recebe KK, dá raise e os dois jogadores no blind pagam.

Flop: 8 9 T os dois jogadores dão check, você aposta e eles pagam
Turn: J mesma coisa, mas agora o SB folda quando você aposta
River: 5 o jogador no big blind dá check mais uma vez e paga a sua aposta mais uma vez.

No fim das contas ele tinha 9T e leva o pote.

Dois pares é uma mão boa? Sim. Mas deve-se analisar todo o contexto da mão.
Um jogador (eu) deu raise, simbolizando uma mão forte. Já foi um erro jogar o 9T fora de posição, e certamente essa mão está atrás do meu range de raise em posição inicial e isso por si só já caracteriza uma situação de perda de dinheiro no longo prazo. No decorrer da mão, ele foi dando call em um board completamente conectado; existiam muitas, mas muitas combinações de cartas que o venciam no river, mas mesmo assim ele resolveu dar o call.
É lógico que eu poderia me aproveitar da mesa para blefar, mas o melhor a se fazer era foldar, porque raramente os dois pares estão na frente nessa situação.

Outros erros frequentes principalmente entre microstakers são calls quando as odds não são boas em relação às suas chances de vitória.
É muito comum chegar no showdown e ver que o seu oponente foi de calldown ao longo da mão com uma gutshot e não bateu nada.

Por isso deixo a dica: trate a sua mão como um investimento. Se você evitar investimentos de risco e tentar se garantir em situações em que a sua chance de sucesso é mais alta, você será um vencedor. Não deixe se levar totalmente pelo ”feeling”, porque a sua interpretação está sujeita a erros… mas se você incorporar o pensamento matemático no seu jogo e domina-lo com perfeição, o seu jogo será ”infalível”.

Dieisonstein: N1 Tostes!

arturscharf: Boaaa! ajudou bastante.

pdias666: Situação 2:
NL50 6 handed (live)
Jogador 1: ~ 150
Jogador 2: ~ 50
Jogador 3(SB): ~ 75
Jogador 4(BB): ~ 100
Jogador 5 (Você): ~ 125

Você recebe QQ, dá raise e os dois jogadores no blind pagam.

Flop: 8 9 T os dois jogadores dão check, você aposta e eles pagam
Turn: J mesma coisa, mas agora o SB folda quando você aposta
River: 5 o jogador no big blind dá check mais uma vez e paga a sua aposta mais uma vez.

No fim das contas ele tinha 9T e leva o pote.

Desculpa lá, mas no turn não tinhas já sequencia???:confused:

TostesBr: Desculpa lá, mas no turn não tinhas já sequencia???:confused:

Hahahaha nem tinha reparado, brigadão! Mudei o exemplo.

vfisher: Boa tostes, parabéns pelo tópico…muito bem explicado.

Marcelo: Corrigi o exemplo do flush draw pois estava como flush feito no flop.

Muito bom o artigo Tostes! Pretendo mandar ele pro portal em breve.

Exorciser: Galera, selecionamos esse artigo para ser o próximo a ir para o Portal na seção “Estratégia”.
Gostaria de saber, que nível consideram o artigo?
Iniciante ou Intermediário?

Abraços!

PS: Parabéns Tostes pelo belo artigo.

DonVitche: Já era muito bom naquela época!

Por falar nisso, caramba, o Tostes foi mais um que sumiu heim…, que pena!

Volta Tostadoooooo!!!!!!!!!!!!!!

carlaocosta: muito bom esse artigo, vai ajudar e muito a todos.

markoavila: Duas coisas…. o Artigo é de nível iniciante por que, isso e primordial no poker, coisas q um iniciante que quer começar carreira deve saber.

POREM DEVE E MERECE ser classificado como Intermediário, pois os iniciantes geralmente não dão a minima para isso. Ou simplesmente não conseguem enxergar as cartas matematicamente. É Algo que separa os iniciantes que jogam mais “loose”, dos que querem desenvolver tecnica para seguir no poker.

SÓ UMA DUVIDA bem do nivel “CABAÇAL”

é verdade entao, que, antes do showdown, voce pode cometer um calculo totalmente errado, a partir do ponto que certas ODDS tb ajudam ao teu adversario a te ganhar, , certas odds q vc considera podem estar nas maos dele ou ja fora de jogo, como descartadas e etc.

em resumo a duvida é: a ciencia dos ODSS, É valida da mesma forma que calculo de provabilidades, ou seja, apenas um INDICADOR, ou ela é realmente uma orientaçãod o tipo” acima de X odss, pode ir all in.” ?

ps: e uma duvida como disse cabaçal. Ja a tive muitas vezes, as vezes aindame pego pensando nisso, mas ctz q muitos outros jogadores pensam tb.

Tex Wilde: é verdade entao, que, antes do showdown, voce pode cometer um calculo totalmente errado, a partir do ponto que certas ODDS tb ajudam ao teu adversario a te ganhar, , certas odds q vc considera podem estar nas maos dele ou ja fora de jogo, como descartadas e etc.

em resumo a duvida é: a ciencia dos ODSS, É valida da mesma forma que calculo de provabilidades, ou seja, apenas um INDICADOR, ou ela é realmente uma orientaçãod o tipo” acima de X odss, pode ir all in.” ?

ps: e uma duvida como disse cabaçal. Ja a tive muitas vezes, as vezes aindame pego pensando nisso, mas ctz q muitos outros jogadores pensam tb.
As odds são no longo prazo muito proxaimas da calculada, pois eles podem servir para o adversário tambem, da pra diminuir um pouco essa imprecisao colocando o vilao em um range melhor. Porem por outro lado, talvez voce nao precisa APENAS dessas odds para vencer, pode ter colocado ele num range errado, acertar um par apenas, e vencer. Devido a isso o resultado final não muda muito das odds calculadas.

Quanto as cartas que já estão com ele ou foram queimadas, nao interessam, pois nas contas é considerada a aleatoriedade num amostral de todas as cartas desconhecidas, sendo as do monte, dos adversarios e as queimadas.

markoavila: As odds são no longo prazo muito proxaimas da calculada, pois eles podem servir para o adversário tambem, da pra diminuir um pouco essa imprecisao colocando o vilao em um range melhor. Porem por outro lado, talvez voce nao precisa APENAS dessas odds para vencer, pode ter colocado ele num range errado, acertar um par apenas, e vencer. Devido a isso o resultado final não muda muito das odds calculadas.

Quanto as cartas que já estão com ele ou foram queimadas, nao interessam, pois nas contas é considerada a aleatoriedade num amostral de todas as cartas desconhecidas, sendo as do monte, dos adversarios e as queimadas.

ta blz..entendi e usarei assim, so que ocorre uma falhamatematica ja que deveria ser diminuido a porcentagem deprobabilidade das cartas q vc precisa estarem entre as deoutros players…mas a duvida foimaispela matematica do que pelo “guia pra jogo”.

SDS, duvida esclarecida hehe

Lekp0ker: Valeu mesmo, esse tipo de ajuda dos mais experientes é sempre bom.

Autor original: TostesBr.

Artigo anterior
Próximo artigo

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -