Artigo do Akkari na Flop, CUIDADO COM A MATEMÁTICA!

Jardim: No tópico: //pokerdicas.com/forum/discussao-de-maos-bad-beats/554-aff-olha-isso-2.html

Tivemos um belo debate sobre a matemática do jogo e situações as quais não devemos levá-la em conta por si só.

Pertinente a esse assunto, é também o texto do Akkari na flop nº 10.

O texto é longo, mas eu acredito que vale muito a pena ler.

Segue:

COLUNA ANDRÉ AKKARI

Sei que dentro do meio dos profissionais e semi profissionais do poker mundial existe uma grande parcela de pessoas que são absolutamente fissuradas pela matemática do jogo. Sei também que, muito provavelmente, este artigo vai desagradar a alguns deles. Não que critique a forma com que jogam ou a
forma com que têm os seus ganhos mensais, mas resolvi, apenas, escrever um artigo sobre esta longa discussão, do lado científico e matemático do jogo contra o lado da informação, aquele mais
subjetivo do jogo. Em uma recente viagem para Las Vegas, eu e o Alê Gomes tivemos a companhia
de um grande amigo do Alê e agora grande amigo meu também, o Andrei. Durante a viagem tivemos diversas discussões que colocavam em cheque algumas atitudes que jogadores de MTT tomam
em seus jogos, nem sempre apoiadas na matemática, e falamos de decisões que, na maioria dos casos, os jogadores de cash game online tomam amparados pelos fundamentos matemáticos do jogo.

Analisando várias dessas discussões, eu pude tirar algumas conclusões pessoais que, tenho certeza, podem ajudar vários jogadores brasileiros a obter sucesso nos torneios multi-table. Vamos a algumas delas:

1º O sucesso em um torneio deve-se ao conjunto de atitudes relacionadas ao momento do mesmo, como informações da mesa, estilo dos oponentes e muitas outras variáveis que levam você cada vez mais adiante ou definem a sua morte naquela competição. Decisões matemáticas em uma mão, vistas somente
pelo prisma matemático e desconsiderando todas as outras variáveis, podem simplesmente fazer com que você nunca tenha sucesso em multi-tables e são decisões traiçoeiras, justamente porque há
uma grande chance de você nunca perceber isso e achar que para ir bem em multi-tables é necessário ter sorte, para o resto da vida.

Em várias situações de multi-tables abandonei mãos em que tinha pot odds, implied odds, e todos os odds do mundo a mais para pagar uma mão, pelo simples motivo que o stack que me restava, ao evitar continuar em determinada mão, me dava total tranquilidade para continuar controlando a mesa pote depois de pote, sem ter que colocar o meu torneio em uma situação de risco. Para muitos dos
matemáticos do poker, largar essas mãos seria um assassinato. Mas, sem entender como o conceito inteiro de um MTT funciona, eles nunca irão entender que, naquele caso, o que menos importava era o
cálculo de se, a longo prazo, aquela decisão era ou não lucrativa.

2º O conceito puramente matemático é muitas vezes defendido por pessoas que decoraram situações e pensamentos matemáticos de alguns jogadores, mas é um discurso que quase sempre faz com
que esse pensador seja um ditador. É muito mais fácil você ser proprietário da razão com discursos técnicos do que com discursos mais subjetivos e filosóficos do jogo. Esses pensadores carregam consigo
uma gama de jogadores que irão seguir as mesmas diretrizes racionais, e, provavelmente, no universo dos multi-tables, levarão seus seguidores também ao fracasso. Ou seja, se vai adotar alguém ou algum
conceito para amparar seu jogo, para ser o mentor da sua carreira, use jogadores ou conceitos lucrativos. Escolha os vencedores, aqueles que você pode ver, na prática e comprovadamente, que são ganhadores
naquele modelo de jogo que você quer se dedicar. No caso mais específico, os torneios multi-table.
Fazer as contas na hora do jogo também pode prejudicar seu torneio

Não adianta você seguir o discurso de um ótimo jogador de cash game ou um mestre nos sit-and-go, e sair
aplicando as dicas dele em torneios multitable. O poker possui diversas modalidades de jogos, com estruturas e limites diferenciados, e masterizar alguns deles não é garantia de sucesso em todos os outros.
Eu mesmo migrei de sit-and-go para multi-table, e depois fui testar o cash game. Sempre precisei adaptar bastante até incorporar conceitos diferentes para cada tipo de jogo. A cada mudança e aprendizado
eu procurava dicas dos vencedores em cada modalidade e tentava aprender o máximo do que tinham para me dizer, sempre também tentando pensar à minha maneira e adaptando ou incorporando
as técnicas que eu já possuía dos outros formatos.

3º Um torneio de poker independe de qualquer discussão técnica. O fato é que é uma questão de sobrevivência. Quem sobreviver até o final, vence. Tente enxergar caminhos e meios, no contexto
geral, para você sobreviver, mão após mão. Na teoria, quanto maior for o seu stack, maiores as suas chances, mas stacks pequenos ainda são sobreviventes que precisam de um caminho rápido para
se tornar grandes. O segredo é achar o caminho entre os diversos que, mão após mão, se colocam à sua frente, para crescer o seu stack.

Pense em grandes jogadores de torneios online – a turma dos vencedores, mesmo! Nomes como AJK Hoosier, WestmenloAA, Annette_15, e por aí vai. Dificilmente você vê um deles cair dos torneios na primeira, segunda ou terceira hora. Por que você acha que isso acontece? Porque eles não pegam
um KK x AA, JJ x QQ, AQ x AK? Ou por que eles pegam essas mãos mas sempre batem as cartas para eles?

É claro que eles passam por essas situações, mas diferentemente do que ocorre com a maioria dos jogadores, não deixam nada, mas nada mesmo, derrubá-los no começo de um torneio. Você acha que esses caras não vêem uma situação matemática favorável, no começo de um torneio, para colocar todas as suas fichas no pano?
Sim, eles vêem, mas muitas vezes decidem que, para o torneio deles, aquela matemática que parece favorável, no final das contas, é desfavorável, tamanha é a vantagem deles sobre os outros, a longo prazo, com as suas estratégias de torneios vencedoras.
Se eles apenas seguirem a matemática, estarão se igualando a quase todos os outros jogadores que conhecem as probabilidades e leram todos os livros de poker do mercado.

4- Aprenda a olhar o seu KK, QQ e AA, principalmente no começo e meio de um torneio, como apenas
mais duas cartas que caíram na sua mão. Esteja pronto para largar, pagar e aumentar, como faz com qualquer outra mão. Não os veja como a salvação de todos os seus problemas, como se, ao ganhar aquela mão, você se tornasse o grande-ultra-mega-buster-ninja campeão daquele torneio. Essa dica parece ridícula, mas tenho certeza de que irá ajudar a muitos. Pense bem, quando você vê um par desses abrindo
em sua tela, muitas vezes você já fica inquieto e coloca naquelas cartas a responsabilidade de alterar a sua vida no torneio. Lembre-se de que elas não são imbatíveis!

5- É obvio que chega uma hora em que você precisa ir para o lado matemático, ir para o tudo ou nada e confiar que, a longo prazo, aquele movimento é lucrativo. Mas a grande questão é que você não deve apoiar todas as suas decisões nesse conceito. Cair do torneio, você vai, eu vou, todos vão. Mas lute com todas as suas armas antes de isso acontecer. Não perca oportunidades, é claro, mas saiba detectar o que realmente é uma oportunidade real e o que é apenas uma probabilidade matemática isolada, separada de todo o contexto e a história de um longo torneio.

Espero que este artigo seja encarado apenas como mais um conjunto de dicas, de como conseguir sucesso nos multitables, principalmente online, onde jogamos tantos deles todos os dias. Tenho certeza de que muitas pessoas pensam o contrário do que eu disse. A essas pessoas eu desejo todo o sucesso do mundo, e exalto que, no poker, não existem verdades
absolutas. Nem as minhas nem as suas. Esta é apenas a minha verdade, e aqui tento passar os meus conceitos àqueles que se identificam com o meu estilo.

André Akkari
Membro do Team PokerStars e um dos maiores
jogadores de Texas Hold’em do País. Seus
resultados online e ao vivo crescem a cada dia.
Fonte: //revistaflop.com.br/pdfs/10.pdf

brunomulato: Muito bom o post Jardim! É bem parecido com a minha visão também, mas como ele disse não existem verdades absolutas no poker.

Petrillo: Gostei da parte que ele fala do QQ, KK e AA…

No mais, ele não chega a lugar muito longe… Foi meio lugar comum…

O que penso é que grande jogador é um conjunto, um conjunto muito forte.

Acho que tem que sim estudar muito a matemática do jogo.

E tem que sim estudar muito leitura e psicologia do jogo.

Se a matemática do jogo não fosse importante, o Chis Ferguson seria um derrotado… Mas se a leitura do jogo não fosse importante, o Phil Yve seria um derrotado…

Mas ambos tem estas duas características muito fortes!

Chis Ferguson faz joganas insanas e Yves é super tight no momentos certo!!

Então, o melhor que o Akkari falou é que no poker não tem verdade absoluta! 😉

guisonho: Muito bom mesmo!
Vlw Jardim

Maziviero: Olá muito boa essa matéria bem eu como matemático confesso que como comecei a jogar tem pouco tempo já estava pendendo um pouco para o lado matemático da coisa mas agora com essa leitura talvez eu deva reavaliar aguns de meus conceitos .

Marcelo: Este artigo é bom para chamar a atenção de quem pensa no poker sob um só espectro.

Os bons jogadores sabem unir a matemática e a psicologia do jogo brilhantemente.

TSawyer: é o Akkari mandou bem,

eu sempre defendo o poker como um jogo mais psicológico do que qlq outra coisa….e estou com o passar do tempo mudando um pouco minha visão.

Com a ajuda dos amigos do PokerDicas compreendi. aimportância da matemática etambém a estatistica.. matéria que eu nunca gostei na facu..rsrs, hoje entendo que é algo essencial , que ajuda muito no longo prazo.

Gostei em especial do comentário sobre os pocket pair. Eu já fiz muitas vezes o que foi escrito.Essas cartas são ilusórias e podem te tirar de torneios como já me aconteceu. Vejo que existem muitos fatores determinantes para se jogar bem o MTT, SIT&Go ou CASH. Mas o principal e foi o que eu consegui captar no artigo, foi que vc só conseguira se destacar se conseguir aliar os fatores psicológicos e matemáticos juntamente com o seu estilo. Você deve estudar e desenvolver-se de maneira que procure sempre ser único ( original)

Sds, TSawyer:happy34:

Petrillo: Uma coisa realmente importante é a questão de ver o torneio como um todo…

Não adianta só vencer uma mão (como no cash, que vencer uma única mão pode ser suficiente), tem que ser vencedor do torneio!!

Ok, ganhou um grande pote: “limpei 3 caras e agora tô com 6k com blinds 10/20!” Sem dúvida uma gigantesca vantagem!

Mas você ainda não ganhou nada!!!

Se jogar errado, vai devolver tudo, tiltar e ficará fora do ITM…

Sobre o artigo em si, fiquei um pouco preocupado com os termos e expressões, de certa forma, preconceituosas do Akkari…

Ele fala “absolutamente fissuradas pela matemática do jogo”, “O conceito puramente matemático”, “Um torneio de poker independe de qualquer discussão técnica.”.

Cuidado. Tanto tomar decisões baseadas em matemática como decisões baseadas em leituras são traiçoeiras… Um loose pangaré também pega AA e trinca no flop, e um super tight também blefa descaradamente…

Acho que a pergunta-chave é: estou num momento decisivo do torneio, onde preciso arriscar minha fichas para vencê-lo?

Se sim, use todas as ferramentas disponíveis para tomar a melhor decisão neste momento decisivo!!

Fica a reflexão…

icemanjr0: Frase importante:
Aprenda a olhar o seu KK, QQ e AA, principalmente no começo e meio de um torneio, como apenas mais duas cartas que caíram na sua mão.

Muitas vezes nao sabemos correr com estas cartas, mesmo que seja obvio…

prof_anselmo: ótimo post.
Não gosto das receitinhas de bolo.
Akkari, mandou bem, vejo dessa forma, pois , sempre que vejo uma situação vantajosa pra colocar ficha no pano à luz da matemática, geralmente fico a ver navios…
O poker é um jogo de informações incompletas, e apenas com a matemática não se é um jogador completo, pois o poker é feito de pessoas, e pessoas, nem sempre, ou nunca, são lógicas como a matemática. Existe um fator importante no poker, o psicológico.
No poker não se joga apenas cartas, se joga o jogador que está a sua frente.
Além do já amplamente e exaustivamente apresentado pelos teóricos do poker.
Posição, movimentos antes de você, e toda a teoria, que nós já lemos e relemos em tantos artigos e livros.
Estou com o André Akkari, mas com certeza a matemática é um lado dos vários componentes do poker.
Não há verdades absolutas… apenas verdades circunstanciadas.

PokerBrasileiro: Enquanto escrevia o mais novo artigo do Poker Brasileiro, fui procurar o artigo do Akkari que falava a respeito do mesmo tema e descobri que já havia sido discutido aqui.

Realmente a matemática pode ser um “freio de mão puxado” para muitos jogadores.

Quem tiver interesse, confira o artigo aqui.

JRS: ” As pessoas viveriam melhor se procurassem colocar a serenidade e o bem comum sempre um passo a frente daquilo que elas tomam como verdades absolutas, advindas do pensamento egocêntrico”… O cara jura que não é dele a frase….Achei que está no contexto…

Autor original: Jardim.

Artigos Relacionados

MELHORES APLICATIVOS DE POKER

- divulgação -

Artigos Recentes

- divulgação -