LAPT Rio de Janeiro – Dia 2

0

Latin American Poker TourDia 2 do Latin American Poker Tour: pouco mais do que 100 jogadores resistiram ao primeiro dia de disputa. Entretanto, apenas 32 verão a cor do dinheiro. A tensão está alta hoje, principalmente nos jogadores com poucas fichas (short stacks).

13:00h Brasileiro assume a liderança

O dia começa bem para o brasileiro Eduardo Henrique. Ronnie Bardah entrou na mão com 8 9, contra 9 9 do Eduardo. O flop foi perfeito para o brasileiro: 8 9 T, dando dois pares para Bardah, e uma trinca para Eduardo. No final, um grande pote de 140000 fichas ficou com o brasileiro, que ficou como líder em fichas no torneio por alguns minutos.

17:00 Novo líder

Jogo lento nesse momento, jogadores sendo eliminados aos poucos. Juan Carlos, da Venezuela, assume a liderança com mais de 200 mil fichas, após vencer o maior pote do torneio. Agora só restam 40.

Eduardo Henrique comemora o estouro da bolha18:50 Olha a bolha ai – nove brasileiros garantem prêmio!

Próximo ao estouro da bolha – a saída do último competidor que não ganha nada – o jogo é feito uma mesa de cada vez. Muito nervosismo e expectativa. O azarado da vez foi o brasileiro Paragibe Ataide, que havia terminado em sexto lugar no primeiro dia, mas acabou ficando short-stacked. Piragibe estava no botão, com A 8. Resolveu apenas pagar a aposta, o que foi um grande erro, como veremos a seguir. Juan Carlos Burguillos tinha simplesmente 8 2, e checou. O flop veio 2 3 6, dando um pequeno par para o venezuelano. Ambos checaram em em seguida veio um 8, dando o maior par a Piragibe, e dois pares a Burguillos. O venezuelando atirou um raise, Piragibe acabou pagando e sendo eliminado. Se tivesse dado raise, talvez levasse Burguillos a desistir da mão antes do flop. Foi uma pena, mas agora os 32 sobreviventes podem comemorar. Nove deles são brasileiros. Olha a cara do Eduardo Henrique (com camisa da seleção brasileira de futebol).

22:00h Enorme pote, bad beat, e 3 mesas restantes

Julien Nuijten, holandês, acabou de assumir a liderança após um lance de muita sorte. Com Q Q na mão, contra K K de Andrew Li, os dois ficaram ALL-IN antes do flop. Nuijiten tinha apenas dois outs para se salvar, ou arrumar as malas. Só que no flop já veio uma Q salvadora, fazendo do holandês o líder do torneio e mandando Li para casa. Restam agora 30 jogadores, em três mesas.

00:30h (05/05/2008) Duas mesas, sete brasileiros.

Logo depois de fecharem em duas mesas, restavam sete brasileiros, o que prometia uma mesa final recheada de verde-amarelo, certo? Errado. Quatro brasileiros acabaram de ser eliminados em sequência. Alberto cunha foi 19º, com seu A J perdendo para 5 5. Rodrigo Balbi saiu em 18º, A 7 contra A Q. Para Eugênio Carmo foi triste: seu K K perdeu para J T, que fez uma sequência – saiu em 17º. E para terminar, em 16º Ricardo Fasanaro perdeu para o também brasileiro Eduardo Henrique quando seu 6 6 encontrou K K. O flop tinha 6 e K, trinca para os dois, melhor para Eduardo. Agora restam 3 brasileiros no torneio.

02:45h (05/05/2008) Mesa final formada

Bruno Gonzalez, brasileiro que classificou via Poker Stars, saiu em 12º com J 9 contra A K. Outro brasileiro, Alex Marques, fez um torneio emocionante com diversos ALL-IN, saiu de baixo para terminar em 10º lugar – premiado com $10000 dólares. Que hora para pegar K K contra A A. Com isso, a mesa final está formada, com apenas um brasileiro, Eduardo Henrique.

Mesa Final do LAPT Rio de Janeiro

DEIXE UMA RESPOSTA