Novo post do Poker Dicas:

Por que apostar?

--------------------------------

Uma das coisas que me fascina no poker é que, embora eu jogue a mais de dez anos, ainda consigo achar espaço para melhorar meu jogo, mesmo nas situações mais corriqueiras.
Tomemos como exemplo aumentos pré flop. É uma decisão que eu enfrento em quase todas as mãos do No-Limit Hold’em, porém, ainda fico inseguro quanto a qual escolher: aumentos mínimos, do tamanho do pote ou algo entre os dois.
Aqui está outro exemplo. Eu já tomei milhares de milhares de decisões sobre apostar ou não em um flop depois de ter aumentado no pré flop, mas ainda assim continuo pensando e repensando a forma como eu devo jogar nessas situações.
Isto, penso eu, é algo muito saudável. Por mais divertido que seja fazer jogadas extravagantes e tomar decisões de all in, focar em pequenas melhorias nos elementos mais fundamentais do seu jogo é provavelmente mais valioso.
Vamos considerar o que, em termos simples, uma aposta realiza. Quando você aposta (ou aumenta), seu oponente pode responder de duas formas. Ele pode desistir ou colocar mais dinheiro no pote. Partindo desse princípio, você deve apostar apenas se tiver chances de ganhar em pelo menos um desses resultados, além de a aposta mais rentável tender a se beneficiar de ambos os resultados.
Considere, por exemplo, um semi blefe. Você aposta com em um flop . Dado que você tem um 6-alto, você certamente se beneficia de uma desistência do seu oponente, já que somente suas cartas muito ruins teriam equidade significativa no pote.
Isso, é claro, é verdade para qualquer mão fraca com que você aposta. O que torna essa mão em particular especial é que, enquanto ela não exatamente se beneficia de quando seu oponente continuar a colocar dinheiro no pote, ela não é tão fraca caso isso acontecer, se comparado a outras mãos fracas. Existem muitas situações no poker onde apostar com um draw é lucrativo, mas apostar com outras mãos fracas não é.
O Party Poker está de volta ao Brasil! Saiba sobre o bônus e as vantagens ao criar sua conta afiliada ao Poker Dicas.
Outro exemplo simples é apostar nesse mesmo flop. Nesse caso, você tem top pair com top kicker e pode esperar estar na frente, mesmo se a aposta for paga. Seu oponente pode ter algum tipo de draw, um par baixo, ou, melhor de tudo, um top pair com um kicker dominado pelo seu.
Entretanto, sua mão é vulnerável, e também ganha algo se seu oponente desistir. Uma mão como KQ provavelmente desistiria frente à uma aposta, mas ganharia quase 25% das vezes se visse o turn e o river. Algumas mãos menos vulneráveis, como 99 ou , normalmente ganham menos ao apostar em relação a apenas dar check, mesmo sendo mãos boas nesse flop.
Tudo isso é muito básico, mas quero que você tenha tudo isso em mente ao analisar um exemplo de mão complicada que joguei durante o $2.000 Spring Championship of Online Poker.
Os blinds eram 50/100 com ante de 10. Eu era o primeiro a falar, segurava e aumentei para 300. Um excelente jogador de torneios pagou do cutoff, o restante da mesa desistiu. O pote estava com 840 fichas, meu oponente tinha aproximadamente 10 mil para trás e eu tinha pouco mais de 13 mil.
O flop veio . Como eu segurava , tinha muito pouco a ganhar se meu oponente desistisse da mão. Isso pode não ser tão óbvio, já que o turn poderia facilmente colocar três cartas para o flush ou uma quarta carta para o straight, mas é verdade.
Não tem como meu oponente virar um par maior que o meu. O na minha mão limita o número de flush draws que ele poderia ter, além de me dar a opção de um redraw no caso, pouco provável, dele virar um flush.
É verdade que, qualquer draw de straight que meu oponente poderia ter, teria uma equidade considerável contra meus Ases. Por exemplo, têm mais de 30% de equidade contra meu AA, nessa situação. Seria ótimo fazer meu oponente desistir dessa mão, mas não tem razão para acreditar que uma aposta teria esse efeito.
É claro que apostar e ser pago por uma mão com apenas 30% de equidade é preferível a deixar essa mão ver a carta do turn de graça, além de muitas das mãos que poderiam pagar minha aposta terem muito menos de 30% de equidade. A maioria dos jogadores não analisa além disso. Eles pensam: “Eu tenho uma mão boa, mãos piores podem me pagar, é hora de apostar!”
Porém, vale a pena pensar até o fim da mão. Como você se sentiria se sua aposta fosse aumentada? Quantas cartas que podem vir no turn te deixariam com vontade de apostar de novo? E quantas cartas no river? Se você apostar duas vezes e der check no river, como você se sentiria se seu oponente fizesse uma aposta grande?
Não estou dizendo que apostar e ser pago é algo ruim para os Ases, o que estou dizendo é que não é tão bom quanto pode parecer à primeira vista, o que faz com que valha a pena considerar as outras opções. Se você der check, seu oponente também poderá apostar muitas das mãos que pagariam sua aposta, assim como algumas mãos mais fracas que não teriam pago. Se ambos dessem check no flop, você poderia apostar por valor no turn e no river com muito mais confiança do que teria se fosse apostar nas três streets.
Eu provavelmente apostaria mais vezes com pares menores, assim como com Ases sem o Ás de paus. Com essas mãos, a desistência do seu oponente é um resultado lucrativo, assim como é o call. Tomados em conjunto, essas duas possibilidades tornam apostar desejável. Com minha mão exata, porém, levar um call era apenas um resultado razoável e ele desistir valeria muito pouco, então decidi pelo check. Meu oponente apostou metade do pote e eu paguei.
O turn veio . Eu dei check, ele apostou metade do pote novamente e eu paguei. No river veio o . Eu dei check, ele apostou dois terços do pote e eu paguei novamente, para bater seu par de 5.
Vamos olhar para as decisões de aposta do meu oponente que, penso eu, foram boas, apesar do resultado da mão.
Depois de eu dar check no flop, há uma boa chance que sua mão é a melhor, mas ainda assim ela é muito vulnerável. Eu poderia não apenas melhorar para um par maior, mas poderia também simplesmente colocar ele em uma decisão difícil apenas por fingir que melhorei. Portanto, seu par de 5 definitivamente lucra com o meu fold.
Ao mesmo tempo, eles não fazem feio se forem pagos. Ainda estariam à frente de AK, têm 6 outs contra pares maiores (exceto qualquer 6) e dá ao jogador a opção de continuar atirando fichas, representando um set ou straight, se considerasse necessário.
Muitos dos argumentos se aplicam ao turn. Ele não tem que se preocupar com minha mão ter melhorado desde o flop, já que ele estava à frente de possíveis overcards que eu poderia ter, além de agora o board estar mais assustador ainda para um par maior. Novamente, ele ganha muito com meu fold e não está de todo ruim caso for pago.
Aproveite este tempo de dedicação e crie sua conta no 888 Poker clicando neste link! Você ganha $88 grátis* e ainda pode jogar nosso freeroll semanal de $100 todas as terças-feiras (*$8 em cash e $80 em bônus).
Depois de eu pagar duas apostas, as chances de que eu não possa bater o par de 5 diminuíram consideravelmente. Em alguns rivers ele poderia simplesmente desistir e ir para o showdown. Porém, esse em particular lhe dá outra oportunidade de representar uma mão forte.
Como eu segurava om blocker muito significativo tive um easy call no river. Isso tudo foi parte do plano, desde o momento em que dei check no flop.
Ainda assim penso que meu oponente jogou bem. Ele foi apenas azarado que uma mão em seu range de 3-barrel bluff encontrou uma mão no meu range de call.
Talvez você esteja pensando que apenas apostar no flop fosse mais lucrativo, além de evitar a situação desconfortável de ter que pagar uma aposta grande no river com uma mão mediana, que poderia ganhar apenas de algo como um blefe. Infelizmente, quando você está fora de posição contra um jogador duro, de modo geral, você não conseguirá evitar ter que tomar decisões duras. É melhor se antecipar e estar preparado para elas.
Se eu tivesse apostado no flop, ele talvez tivesse aumentado e me colocado frente à uma decisão muito complicada. Ou, ele poderia ter pago e aumentado uma aposta no turn, ou apostado se eu tivesse dado check no turn, ou pago e aumentado uma aposta no river, ou apostado se eu tivesse dado check no river. O ponto é, eu não posso obriga-lo a parar de representar uma mão grande, então é melhor eu me colocar em uma posição onde eu tenha pelo menos uma decisão boa para tomar quando ele assim fazê-lo.
Isso não significa que eu tinha certeza que segurava a melhor mão, meu oponente poderia estar jogando muitas mãos melhores da mesma forma, isso que torna sua jogada um bom blefe. Eu estava, porém, certo de que com o Ac na minha mão, pagar era, por uma margem grande, mais lucrativo que desistir, o que significa que eu tinha uma decisão clara pela frente.
Essa foi uma mão especial e cheia de ação, jogada em um torneio de stakes altos, envolvendo apostas nas 3 streets, um blefe grande e um call grande. Não é o tipo de coisa que se vê todo dia. Ainda assim eu argumentaria que as decisões mais importantes ocorreram nos aspectos mais comuns da jogada. Eu tive que decidir aplicar ou não uma c-bet no flop, e então meu oponente teve que decidir apostar ou não frente ao meu check. Estas duas decisões montaram o cenário para tudo que se sucedeu, o que mostra a total importância de se acertar em cheio nos fundamentos básicos do Poker.
Escrito por: Andrew Brokos
Traduzido e adaptado de: Why Bet?
O post Por que apostar? apareceu primeiro em Poker Dicas.


--------------------------------

Receba notificações de posts novos por e-mail