+ Responder o Tópico
Página 2 de 3 PrimeiraPrimeira 123 ÚltimaÚltima
Mostrando resultados 11 até 20 de 23
  1. #11
    Registrado em
    04 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    581
    Agradecim. recebidos: 84

    Padrão

    4 - Aprovada pela Câmara de Vereadores de São Paulo, a criação do "Dia da Independência Corinthiana";

    Sou Corinthiano, mas pqp neah? Que merda é essa.. Sem comentários..
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  2. #12
    Registrado em
    03 2009
    Localização
    25NL
    Posts
    4,188
    Posts de Blog
    110
    Agradecim. recebidos: 885

    Padrão

    Citação Postado Originalmente por arogerios Ver Post
    4 - Aprovada pela Câmara de Vereadores de São Paulo, a criação do "Dia da Independência Corinthiana";

    Sou Corinthiano, mas pqp neah? Que merda é essa.. Sem comentários..
    os vereadores só servem pra mudar nome de rua, de praça e criar datas comemorativas toscas como essa.
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  3. #13
    Registrado em
    04 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    581
    Agradecim. recebidos: 84

    Padrão

    Citação Postado Originalmente por Sarsante Ver Post
    os vereadores só servem pra mudar nome de rua, de praça e criar datas comemorativas toscas como essa.
    Concordo, com tantas coisas pra se preocuparem, ganham salários altos pra isso :S
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  4. #14
    Registrado em
    01 2010
    Localização
    São Paulo, bairro do Tatuapé
    Posts
    5,117
    Posts de Blog
    7
    Agradecim. recebidos: 931

    Padrão

    Bem, meninos, agradeço de coração aos que postaram as suas opiniões. Todas me parecem procedentes, de fato.
    Porém, dando continuidade ao nosso exercício de associação de ideias, gostaria de abranger uma esfera superior que busque as causas e deixe as consequências para a história da humanidade.
    Independente de crenças ou não sobre as teorias da conspiração, não podemos negar que certos centros de poder mantém-se em alerta constante sobre os acontecimentos em todo o planeta.
    Quero lhes apresentar uma teoria, já incansavelmente discutida com um grande amigo antropólogo e sociólogo, que nos conduz a profundas reflexões. Não deverei aprofundar-me demais neste post, até porque gostaria de ler tembém as suas opiniões, passo-a-passo, neste processo de troca de ideias.
    Percebemos hoje em dia uma criteriosa espécie de "mapeamento" do nosso planeta.
    Temos, formada pelos mais poderosos, uma casta de criadores, ou detentores de royalties de criação. Estes destacam-se pelo dominio da tecnologia e do intenso investimento no desenvolvimento intelectual dos seus cidadãos.
    Percebemos, no oriente, entre os conhecidos "tigres asiáticos", a vocação para a produção com inserção de valor agregado. Seu principal produto para a manutenção da vida é a mão-de-obra, e manter bilhões de pessoas confinadas a uma pequena área do planeta é um desafio que não poderia ser de outra forma enfrentado.
    Quanto ao resto do mundo, mais destacadamente abaixo da linha do equador, encontram-se os fortes sinais tanto do consumo quanto do fornecimento dos recursos brutos, naturais. E, à essa terceira classe de humanos cabe certamente o consumo dos valores agregados.
    Temos aqui exposta, de forma ordenada, a essência do Consumismo.
    Este tipo de entendimento, caso correto, retira dos nossos governantes os menos nobres títulos que lhes estamos atribuindo, quer sejam a malediscência, a ignorância, a crueldade e, acreditem, até a corrupção. Resta-lhes, assim, a tarefa de atender aos ansejos dos "donos do planeta", dedicando-se unicamente às tarefas que lhes são veladamente impostas.
    Senão, vejamos.
    De que forma podemos entender essa "crise financeira" no continente europeu? Temos ouvido a midia internacional chamá-la de "crise de confiança", mas sempre sem maior significação.
    Financeira de fato não é, ou não poderia haver moeda disponível para esse tipo de contingência, uma vez que nenhuma autoridade mundial prontificou-se a afirmar que era prevista.
    Então essa crise deve mesmo ser de confiança. Mas..., de que tiopo de confiança?
    Tenho um outro amigo que voltou recentemente de uma experiência profissional na europa, e que me fez a seguinte afirmação:
    "Caso vá ao ar um único capítulo dessa novela da rede Globo que invade os nossos lares todos os dias, na Alemanha, no dia seguinte todos os cidadãos estarão nas ruas e a emissora estará destruida".
    Ocorre-lhes o porquê, amigos?
    Salta-nos aos olhos que seu único objetivo, ainda na linha das atribuições de liberdades sem restrições de responsabilidades, a notória destruição da instituição chamada "família".
    A antropologia descreve a familia como um micro-grupo de indivíduos, dotada via de regra de um "macho-alpha", a quem cabe determinar o que é bom ou ruim para o grupo.
    Entre os papéis do chamado "pai de familia" (aos que ainda se lembram dele...), resservava-se o direito de decidir o que seria feito com o dinheiro da familia.
    O que temos agora? Crianças decidindo o que comprar nos shopping centers, quanto tempo falará com esse ou aquele amigo ao celular, quando e qual celular comprar, etc, etc, etc...
    À femea do bando, essa mantenedora da saúde e da emocionalidade dos seus protegidos, jamais poderia caber essa tarefa. Isso está confinado à área da segurança, quer seja o dinheiro.
    Então estamos há muito tempo destruindo a familia em benefício do consumismo? Mas o que poderia acontecer, caso contrário?
    Aconteceria o que já acontecia há muito tempo: "Poupança".
    O dinheiro para nos bancos e quebra o Estado, cujo único objetivo é o atendimento aos poderosos, jamais aos cidadãos. Poderiamos nós entendermos de forma diferente, ou o que temos visto nada mais é do que a tutela do estado em socorro às escolhas dos poderosos? O que mais temos visto o estado fazer é estatizar os prejuízos e privatizar os lucros.
    Gostaria de parar, neste momento, por aqui.
    O que lhes parece, caros amigos? EDIT: NÃO CONSIGO PULAR LINHAS NO EDITOR DE TEXTO DO PD, E ASSIM O TEXTO FICA TODO CONCENTRADO, DE DIFICIL LEITURA.
    Última edição por DonVitche; 23-05-2013 às 17:00.
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  5. #15
    Registrado em
    02 2010
    Localização
    Maceió
    Posts
    6,427
    Posts de Blog
    9
    Agradecim. recebidos: 880

    Padrão

    HAHAHAHAH, pois é don, bom que postou no final.

    "O dinheiro para nos bancos e quebra o Estado," Não é bem assim. Eu fico meio off destes assuntos porque tenho uma opinião formada. Falando ainda mais de Brasil complicado.

    Eu não espero melhoria nenhuma neste mundo, seja em qual área discutível ou não.
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  6. #16
    Registrado em
    01 2010
    Localização
    São Paulo, bairro do Tatuapé
    Posts
    5,117
    Posts de Blog
    7
    Agradecim. recebidos: 931

    Padrão

    Citação Postado Originalmente por afsalagoas Ver Post
    "O dinheiro para nos bancos e quebra o Estado," Não é bem assim."
    Desde o seu ponto de vista, Alex, o que deve acontecer quando o dinheiro não circula com capilaridade suficiente e para nos bancos?
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  7. #17
    Registrado em
    03 2013
    Localização
    Praia Grande/SP
    Posts
    13
    Agradecim. recebidos: 5

    Padrão

    Acredito que a paz mundial nada mais é, do que a dominação e o controle da massa.

    O contrário ficou de exemplo na 2º Guerra Mundial.
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  8. #18
    Registrado em
    04 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    2,823
    Posts de Blog
    25
    Agradecim. recebidos: 1008

    Padrão

    The Story of Stuff (A historia das coisas dublado em português completo) - YouTube .. esse video expressa totalmente meu pensamento quando vc entra nesse assunto Don... nao explicaria tão bem.. é um video que eu gostaria que todo cidadão pudesse assistir..
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  9. #19
    Registrado em
    02 2010
    Localização
    Maceió
    Posts
    6,427
    Posts de Blog
    9
    Agradecim. recebidos: 880

    Padrão

    Citação Postado Originalmente por DonVitche Ver Post
    Desde o seu ponto de vista, Alex, o que deve acontecer quando o dinheiro não circula com capilaridade suficiente e para nos bancos?
    Rapaz, vivemos numa farsa incrível. Exemplo um, aquecimento global, outro Tratado de Kyoto. Nosso "americanos" ou USA, são incríveis em rejeitar o tratado e ao mesmo tempo gerir o mesmo com a nova onda mundia, plantar EUCALIPTO === Créditos de Carbono, grande parte dos empresários caindo nesta.

    Quanto aos bancos, DON tratando-se do Público que movimenta N empréstimos para indústria e roda toda economia. Os bancos trabalham em seu potencial com movimentação, "igualmente" nosso PS, quanto maior o volume, melhor para eles. Podem até por um período reter, mas eu creio por pouco tempo. Exceto um boom na economia mundial.
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

  10. #20
    Registrado em
    08 2009
    Localização
    Brasil
    Posts
    396
    Posts de Blog
    1
    Agradecim. recebidos: 201

    Padrão

    E eu aqui sofrendo com minhas calças de 70/80 reais...

    O que fazer com o Bolsa Família - YouTube
    Registre-se gratuitamente ou faça login para ver assinaturas e participar das nossas promoções exclusivas. .

Regras para Posts Nesta Seção

  • Você não pode postar novos tópicos
  • Você não pode postar respostas
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar seus posts
  •