Quando dar Limp é Vantajoso

0

Em meus livros, frequentemente dou alguns conselhos bastante inflexíveis, como: não dê limp pré-flop, jamais. Neste artigo vou argumentar contra isso, pelo menos um pouco.

Eu penso que a maioria das pessoas dá limp de forma muito frequente. O maior problema em dar limp é quando você o faz com a mentalidade de “tentar ver um flop barato”, com o objetivo tanto de fazer uma mão muito boa, ou, mais provavelmente, acabar dando fold no flop ou no turn. Quando você dá limp com esse tipo de pensamento, acaba por jogar mãos como a seguinte.

KK Limp

Um jogador dá limp, você dá limp em seguida, com :Kh :5h , por $5 em um jogo $2/$5. O próximo jogador, então, aumenta para $25. O primeiro limper paga e você paga. Nesse momento o pote tem $82.

O flop vem :Jh :6d :5c . O primeiro limper dá check, você dá check e o agressor aposta $45. O primeiro jogador vai de fold e você paga. O turn vem um :Ad . Você dá check e o agressor aposta $90. Você, então, desiste da mão.

O total de perdas nessa mão foi de $70. Isto, por si só, não torna sua jogada de todo ruim. Porém, para mãos como essa serem lucrativas, as perdas relativamente comuns de $70 devem ser compensadas pelos ganhos. Na prática, você precisará de pequenos ganhos frequentes e mais de ocasionais ganhos substanciais para compensar as perdas.

O fato é, a maioria dos jogadores de $2/$5 que dão limp e jogam mãos como essa não ganham potes de forma frequente o suficiente, ou potes grandes o suficiente, para compensar os potes que perdem. Assim, então, eles acabam por jogar dinheiro fora toda vez que decidem por dar esse limp.

Meu objetivo com o conselho “jamais dê limp pré-flop” é encorajar você a cortar mãos como essa do seu jogo. Não pare de fazer isso aos poucos, apenas pare completamente. Para jogadores de limites como $2/$5, apenas parar com esse hábito ruim melhorará seu gráfico substancialmente.

Porém, a realidade tem alguns nuances. Na verdade, se você relamente aderir à minha regra “jamais dê limp pré-flop”, estará perdendo algumas boas oportunidades. Além disso, se você for um excelente jogador pós-flop no limite em que joga, e acabar por não dar nenhum limp, perderá muitas boas oportunidades. Então, aqui colocarei algumas situações onde dar limp pode ser bom.

O partypoker está de volta ao Brasil! Saiba sobre o bônus e as vantagens ao criar sua conta afiliada ao PokerDicas.

Quando os tamanhos dos stacks são estranhos

chipsA primeira situação em que dar limp tende a fazer sentido é quando os tamanhos dos stacks são estranhos, ou discrepantes demais. Digamos que seus oponentes, em um jogo $2/$5, estão jogando com um range de tamanhos de stack que vai de $80 até $1.500, sendo que alguns jogadores estão no range de $150-$250 e alguns outros no range de $500-$1.000.

Pode ter muitas mãos com as quais você estaria feliz de jogar contra, por exemplo, um jogador fraco com stack de $800. Vamos usar a mão :8h :5h como exemplo. É importante notar que, no entanto, assim que um short stack entra no pote, sua mão perde todo o valor. Isso acontece porque seu :8h :5h pode fazer algum dinheiro se você tiver bastante fichas para jogar contra o jogador ruim. Porém, se você for forçado a comprometer a maioria do seu dinheiro pré-flop ou no flop, :8h :5h acaba se tornando uma mão ruim.

Digamos, então, que um jogador entrou de limp e que o jogador ruim com $800 também entrou de limp de MP. Você está no cutoff com seu :8h :5h , em um dos blinds está o jogador com $80 e o botão tem $220.

Se você aumentar aqui, e ou o botão ou o super short stack decidam jogar, você terá perdido todo o valor da sua mão. O jogador com $80 poderia apenas reaumentar all-in. Ou, o jogador com $220 poderia pagar do botão, fazendo com que você jogue uma mão fraca, fora de posição, com um pote já inflado e com seu stack quase comprometido.

Provavelmente, é melhor dar limp e torcer para que os short stacks ou dêem limp também ou desistam da mão. Se o jogador com $80 decida dar shove all-in, você pode apenas desistir da mão. Porém, se tudo correr bem, você deveria ser capaz de ver o flop contra aquele jogador fraco com $800.

Nesse caso, se olharmos para as vantagens da mão, dar limp é quase tão bom quanto aumentar, já que você jogará em posição contra um jogador ruim. Em situações assim, vá em frente e dê limp.

Quando você espera ter ação, o Limp pode ser bom

shuffleA clássica racionalização para dar limp é a seguinte: “Eu quero ver o flop. Se eu errar, eu sei como fugir da mão. Mas, se eu acertar, posso ganhar um pote grande.”

Nos jogos de hoje, a suposição “se eu acertar posso ganhar um pote grande” é frequentemente errada e perigosa. Os jogadores não estão dispostos a se arriscar pagando uma aposta gigante no river com mãos ruims. Em alguns jogos, pode ser difícil encontrar alguém que esteja disposto a pagar mesmo $50 ou $100 para ver seu flush.

Dar limp tende a ser não tão bom quando ninguém na sua mesa está disposto a pagar apostas no river.

Porém, nem todo jogo atualmente é super conservador. Quando você de fato encontrar um jogo que tenha muita ação no river, a lógica de dar limp se torna mais correta. Quanto mais você pode contar com ganhar um pote grande com suas mãos grandes, mais você deveria tentar ver flops baratos com mãos iniciais marginais.

Nesses casos, você deve não apenas jogar mãos marginais, que em jogos muito tights você descartaria, com limps, mas deve também dar limp em algumas mãos com as quais faria aumentos em jogos mais tights. Para ilustrar isso, uma mão como :Td :8d pode ser uma ótima mão para blefes em um jogo conservador, e talvez eu aumente com ela do botão para tentar blefar pós-flop.

Porém, em um jogo mais loose, onde há muita ação, há menos incentivos para aumentar com esse tipo de mão pré-flop, se tornando mais lucrativo apenas dar limp.

Aproveite seu tempo de estudo e crie sua conta no 888poker clicando neste link! Você ganha $88 grátis* e ainda pode jogar nosso freeroll semanal de $100 todas as terças-feiras! (*$8 em cash e $80 em bônus).

Pensamentos finais

Eu estava um pouco hesitante em escrever esse artigo, já que a maioria das pessoas pensa, na maior parte do tempo, que estão cometendo erros ao dar limp em potes em limites como $1/$2 e $2/$5, em jogos no-limit. A regra de “jamais dê limp” funciona para cortar alguns tipos de jogadas ruins apenas com uma regra. Se você acha que é um jogador susceptível a cometer erros relacionados a dar limp muito frequentemente, sugiro que continue com a regra de jamais entrar em uma mão dessa forma.

Por outro lado, se você sente que consegue lidar com esse tipo de jogada, e quer pensar em como colocar o limp de volta no seu arsenal de forma positiva, essas duas situações são boas para começar. Você pode dar limp com algumas mãos quando quiser jogar um pote contra um jogador particularmente ruim, e, ao mesmo tempo, os stacks dos outros jogadores deixariam você em uma posição ruim de se jogar um pote que fosse aumentado. Você também pode dar limp quando perceber que seus oponentes são suscetíveis a te dar ação em uma mão grande.

Se você tentar jogar com limp nessas situações, pode ter bons resultados.

Artigo traduzido e adaptado do original: When Limping is Good

DEIXE UMA RESPOSTA