Cinco pensamentos que sabotam seu próprio jogo

0

Bons jogadores são bons porque pensam. Isso é o que separa bons jogadores de maus jogadores – que jogam sem pensar. Infelizmente, bons jogadores também se colocam em problemas com seus pensamentos. Eles podem tentar justificar de forma esperta um motivo para continuar jogando quando o ideal seria parar.

Pensamento #5: “Ele provavelmente está blefando”.

T1Jogadores querem jogar. Eles procuram por desculpas para não foldar. Então, as vezes, mesmo quando você pensa que está batido, este pensamento pode surgir do fundo de sua mente e convencê-lo a continuar no jogada alegando existir uma pequena possibilidade de você ganhar com sua mão marginal, enfrentando muitas vezes uma grande aposta.

Em limit poker isso não é um problema muito grande, já que geralmente a aposta é pequena em comparação ao grande pote já formado, entretanto, em no-limit, onde a aposta pode ser até maior do que o pote, isso pode se tornar um problema. Se seu julgamento diz que deve foldar, não deixe este pequeno pensamento passar por cima de seus conhecimentos. Apenas folde.

O Party Poker está de volta ao Brasil! Saiba sobre o bônus e as vantagens ao criar sua conta afiliada ao Poker Dicas.

Pensamento #4: “Eu não posso foldar agora”.

O jogo é no-limit $1/$2. Você está na posição 8 e recebe A9. Todos foldam. Não é a melhor mão para se dar um raise, mas definitivamente merece uma tentativa. Você sobe para $10 –  tentando roubar os blinds ou no máximo receber um call e esperar para acertar o A ou vencer o pote com uma C-BET. O small blind folda, mas o BB faz 3-BET para $20. Seu julgamento diz que você deve foldar, afinal, está dominado por muitas mãos como 99’s+, AT+. O problema é que seu ego começa a agir e seus pensamentos de “Não posso largar a mão agora” começam a surgir e você dá call.

O problema é que você deixou o pensamento passar por cima da razão. É claro que você pode foldar aqui. Você tentou um semi-blefe, mas acabou virando a presa. Não permita que tais pensamentos o impeçam de fazer o movimento correto. As vezes em poker, especialmente em no-limit, o correto é desistir.

Pensamento #3: “Eu devo apostar”.

T2Com certeza existem situações que pedem agressividade. Não seria errado dizer que a agressão é a chave para se vencer em no-limit hold’em. O problema é que a agrssão deve ser intencional, não automática.

Você certamente deve saber disso, mas mesmo assim, bons jogadores ainda apostam porque pensam que devem fazê-lo. Imagine que você tem 33 em middle position. O jogo é bem loose e passivo e você dá call. O flop traz diversas cartas baixas, e conta com cinco jogadores. Os três primeiros dão check até você, que tem uma imagem agressiva e resolve apostar para não parecer fraco. O botão, que é um jogador bem loose decide dar call. O turn é um ás e novamente você aposta para não parecer fraco. Seu oponente paga novamente. No river vem uma carta neutra. Você aposta novamente para finalizar seu plano de mostrar força e recebe call do vilão com um ás fraco, que ganha o pote.

Aproveite este tempo de dedicação e crie sua conta no 888 Poker clicando neste link! Você ganha $88 grátis* e ainda pode jogar nosso freeroll semanal de $100 todas as terças-feiras (*$8 em cash e $80 em bônus).

O problema não é necessariamente o que você fez, mas sim porque você fez. Você não precisava apostar. Você provavelmente deveria ter dado check/fold aqui, ou até ver uma carta grátis caso o dealer também desse check. O erro foi, apostar para tentar mostrar força.

Pensamento #2: “O que são mais alguns trocados, já perdi muito”.

Este é um verdadeiro matador de stacks. “Alguns trocados” são a mesma quantidade de dinheiro, não importa se você está ganhando ou perdendo. Se é um call errado ou se você está “morto” na mão, então é errado dar o call se você estiver perdendo. O estado de sua sessão não deve interferir em suas decisões. Estas pequenas apostas que você desperdiça se acumulam e vão reduzir em muito sua winrate. Se você está começando a pensar que perder um pouco mais não faz diferença, está na hora de se levantar da mesa.

Pensamento #1: “Só vou ficar até conseguir recuperar o perdido”.

T3Este é o pensamento mais caro para nosso jogo, e provavelmente o que mais vai causar efeitos em nosso stack.

Se estamos para trás na sessão, provavelmente existe um motivo. É claro que pode ser a fluidez natural do jogo, ou até mesmo a variância. Mas, existe uma grande chance de você realmente não estar jogando bem. Se estamos pensando em ir embora quando chegarmos perto do status even, significa que provavelmente já estamos jogando há um tempo. Se não, não estaríamos pensando em deixar o jogo.

Apenas junte as peças. Se não estamos jogando bem e já estamos jogando há um certo tempo existe também o fator cansaço envolvido. Este é mais um fator que fará com que não joguemos nosso A-Game. Isso é um verdadeiro ciclo vicioso, pois quanto mais cansados estamos, pior jogamos, mais perdemos, mais queremos jogar para recuperar o perdido, e mais perdemos novamente. Em casos mais sérios situações ruins podem começar a acontecer como jogar com mais dinheiro do que o reservado para o poker, ou até estourar cartões de crédito.

Saiba seu limite, jogue por prazer, com foco e bem descansado. Se estiver perdendo, não pense em jogar para recuperar. Só continue jogando se estiver se sentindo bem.

Artigo traduzido e adaptado do original escrito por Ashley Adams.

DEIXE UMA RESPOSTA