Mãos do Texas Hold’em: Pares Baixos na Mão Inicial

Um par na mão inicial (pocket pair), é uma oportunidade importante de se ganhar uma mão no Texas Hold’em. Os pares superiores, como Áses e Reis são as melhores armas do seu arsenal, e na maioria das vezes trarão a vitória. Já os pocket pairs baixos, entretanto, são um pouco diferentes pois é necessário uma atenção especial e estratégia adequada para serem lucrativos.

Por que jogar com pares baixos?

Geralmente definimos como pares baixos aqueles abaixo de sete. Já alguns mais conservadores acrescentam a essa lista os pares de sete e de oito. Existem algumas razões que justificam jogar com pares baixos. Uma razão é pelo excelente potencial de ganho caso complete uma trinca no flop. A outra razão é que, com um par baixo, você já tem uma chance de ganhar o pote mesmo se não melhorar – mais incomum com os pares menores. O objetivo principal de jogar com pares baixos, entretanto, é de ganhar o máximo possível quando completar uma trinca, quadra ou full house.

Algumas dicas para quando jogar com pares baixos

Existem alguma formas diferentes de se jogar com pares baixos. De uma forma geral, você irá “flopar” uma trinca (completar uma trinca após o flop) uma vez a cada oito tentativas. Uma estratégia bastante simples é tentar ver o flop de forma bem barata e desistir da mão caso não forme a trinca. Mas jogar pré-flop com um par baixo nem sempre é fácil assim.

Se você está numa posição inicial com um par baixo na mão, recomenda-se duas formas de agir: entrar no pote de forma agressiva representando uma mão melhor do que tem, ou simplesmente desistir da mão. Entrar na mão com a aposta mínima (limp) nas posições iniciais geralmente não é uma boa idéia, a não ser que o pote já esteja grande, ou se você está certo que o pote ficará grande. Entrar no pote com pagamento de aposta ou com um raise é uma estratégia mais avançada que deve ser usada com cautela e muita consideração; não faça isso todas as vezes.

Nas posições médias ou finais a sua decisão é mais fácil, uma vez que muito jogadores já agiram e você pode ter uma boa noção se vale a pena entrar no pote. Se muitos deram “limp”, o pote já está tão grande que vale o risco de também pagar a aposta mínima e torcer por uma trinca. Se ninguém entrou no pote, um raise pode ser a melhor opção e talvez ganhar antes do flop. Mas atenção: nos casos em que há muita ação antes de você, como raises, re-raises e mais, então pode estar certo que sua mão já está em desvantagem e claramente dominada por mãos melhores. Seja oportunista com pares baixos na mão inicial, mas não seja um idiota.

Oponentes fracos ou poucos oponentes

Pares baixos na mão inicial são mãos excelentes para jogar contra oponentes fracos ou contra poucos oponentes. Numa situação de heads-up é bem possível que seu par consiga ganhar por si só, sem melhorar. O problema aparece quando você está contra muito oponentes pois seu pequeno par simplesmente não vai vencer a não ser que complete uma trinca ou mais. Tire vantagem de jogadores fracos e de jogadores com poucas fichas os pressionando quando a oportunidade aparecer. Muitas vezes eles vão se sentir intimidados e começar a pagar no impulso, com mãos fracas. Com o seu par você provavelmente estará em vantagem contra esses oponentes.

Com a avaliação cuidadosa dos seus oponentens e uso dos pares baixos na hora certa você pode tornar essas mãos uma parte poderosa do seu jogo. Não seja atraído por tentar competir com um par baixo não melhorado a não ser que tenha evidência suficiente que suas chances de vitória são maiores que as do oponente.